Ilha da Madeira, Portugal : dicas e roteiro

Em 15/04/2018 por Fabi Gama

Em abril/18 voltamos a Portugal depois de 7 anos sem visitar o país. Durante 17 dias de viagem passamos pelo Porto, região do Douro, Alentejo, Lisboa e terminamos com chave de ouro na encantadora Ilha da Madeira.

A ilha já estava na minha wishlist há muito tempo, mas ainda assim me surpreendi : é muitoooo mais bonita do que eu podia imaginar! Não é à toa que a ilha é conhecida como a Pérola do Atlântico.

Onde fica

Localizada no oceano Atlântico a cerca de 1000 km do continente europeu e a 500 km do africano (costa do Marrocos), a ilha portuguesa possui natureza exuberante, praias, montanhas, cachoeiras, trilhas, ótimos hotéis e restaurantes.

O arquipélago da Madeira é formado pelas ilhas habitadas da Madeira e Porto Santo, além das ilhas não povoadas chamadas Desertas e Selvagens. A Madeira foi redescoberta no século XV.

A capital da Madeira é Funchal, onde fica a maior parte dos hotéis e restaurantes. Funchal é uma cidade grande e bem estruturada. O aeroporto fica a cerca de 20km.

A ilha tem origem vulcânica (mesmo tipo de vulcão do Havaí) e possui montanhas com mais de 1800m de altitude. A atividade vulcânica cessou há mais de 6500 anos.

A Madeira foi descoberta pelos navegadores portugueses em 1419, que deram o nome a ilha de ‘Madeira’ devido à abundância desta matéria-prima.

Em função da sua posição estratégica por causa de rotas comerciais, em 1425 iniciou-se a colonização destas ilhas.

Na Madeira há produção de cana de açúcar e vinho, sendo o turismo muito importante para a economia da ilha.

O famoso jogador de futebol Cristiano Ronaldo nasceu na Ilha e sua família ainda mora por lá.

Como chegar

Chegar na ilha da Madeira é bem fácil! Há voos direto de Lisboa (1h40 de duração) e do Porto (cerca de 2h) pela cia aérea TAP e pela EasyJet, assim como de várias cidades europeias – Paris, Londres, Frankfurt e Bruxelas. Há também voos diretos ligando ao arquipélago dos Açores em 2h pela cia aérea Azores Airlines.

Nós compramos os trechos internos juntamente com os internacionais pela cia aérea TAP – nossos voos foram Rio/Porto, Lisboa/Funchal, Funchal/Porto e Porto/Rio – todos diretos.

O aeroporto da Madeira fica a cerca de 20km de Funchal, melhor base para se hospedar na ilha. Há uma grande oferta de hotéis na cidade (de todas as categorias) assim como de bons restaurantes.

Aliás, falando em aeroporto, o da ilha da Madeira é bastante “famoso”. Muitos consideram um dos aeroportos mais perigosos do mundo, mas tanto o nosso pouso quanto a decolagem foram super tranquilos! Parte da pista fica sobre o mar, parece muito a pista do aeroporto do Santos Dumont no Rio de Janeiro. O problema maior é quando há rajadas de vento.

A ilha da Madeira também recebe muitos cruzeiros.

Encumeada, Ilha da Madeira

Minhas impressões

A ilha da Madeira é uma mistura de vários destinos incríveis! Quando chegamos no nosso charmosíssimo hotel Belmond Reid`s Palace parecia que tínhamos desembarcado na Riviera Italiana, algo como Positano ou Taormina. Ao explorarmos a parte oeste da ilha nos sentimos no Havaí, afinal o vulcão daqui é do mesmo tipo do havaiano e a geografia das ilhas é muito semelhante. Essa combinação de mar e montanha é maravilhosa! Algumas vezes as paisagens na região central também nos fizeram lembrar do Peru. Ao explorarmos a Costa Leste (a ponta de São Lourenço), lembramos das Highlands na Escócia. ⠀

Isso tudo combinado com o fato da ilha pertencer a Portugal – leia-se : tem ótima gastronomia e vinhos excelentes, além da facilidade do idioma português.

Depois de conhecer a Madeira entendemos porque a ilha é conhecida como Pérola do Atlântico. ⠀

Cachoeira Véu da Noiva

Quanto tempo

O ideal é ficar no mínimo 5 dias inteiros na Ilha da Madeira. Mas dá para ficar até 8/10 dias porque há muitas opções de trilhas, passeio de barco para ver golfinhos e baleias, além de day trip para a ilha vizinha Porto Santo que tem uma praia de areia bem branquinha.

Nós ficamos 4 noites e 4 dias inteiros, conseguimos explorar bastante da Madeira, mas ficamos com gostinho de quero mais! Não conseguimos fazer algumas das trilhas que havíamos planejado como a do Pico Ruivo por causa das condições climáticas nas montanhas. É muito engraçado como em cerca de 30 minutos de carro a gente sai do nível do mar e chega a mais de 1800m de altitude!!! E a temperatura muda completamente.

Ponta de São Lourenço

Melhor época

A ilha da Madeira pode ser visitada o ano todo! As temperatura são amenas – oscilam entre 17ºC no inverno e 25ºC no verão, ou seja, não faz muito calor no verão nem muito frio no inverno, exceto no topo das montanhas já que a mais de 1800m de altitude a temperatura cai bastante! Mas a costa sul da ilha, onde fica Funchal é ensolarada e a temperatura é agradável durante todo o ano.

A costa norte da ilha é bem mais chuvosa do que a sul, justamente por isso foram construídos mais de 2000 km de levadas – canais que transportavam a água da costa norte para a sul (seca). As levadas podem ser percorridas a pé, há várias trilhas bacanas abertas aos turistas.

Nos meses de verão (julho a setembro) a temperatura da água do mar chega a 22/25 graus (delícia!). Já em março a temperatura da água do mar fica na casa dos 17/18 graus.

Os meses de outubro a março são os mais chuvosos.

O Réveillon da Madeira é super famoso, todos dizem que o espetáculo de fogos é belíssimo! Então, embora seja inverno, dezembro é alta temporada na ilha.

Piscinas naturais de Porto Moniz

Idioma

O idioma é o português, mas praticamente todos falam inglês já que cerca de 30% dos turistas na Ilha da Madeira são ingleses e 25% alemães.

Rocha do Navio

Fuso

A Ilha da Madeira segue o mesmo fuso horário de Portugal continental, ou seja, durante o horário de verão europeu (final de março a outubro), a ilha está 4h na frente do Brasil. Durante o horário do inverno europeu a diferença é de apenas 3h.

Funchal

Como explorar

A melhor forma de explorar a Madeira é alugando um carro por cerca de 40 euros por dia. A ilha tem vias expressas com túneis excelentes que facilitam o deslocamento e não há cobrança de pedágios, além de ser muito bem sinalizada.

Mas claro que, para conhecer os lugares mais bonitos, a gente também precisa dirigir por estradas mais estreitas, sinuosas e com bastante ladeira.

Indicamos o site da RentalCars para fazer a cotação do aluguel do veículo com diversas locadoras. O site compila todas as grandes companhias de aluguel de carro (Hertz, Avis, Budget etc) e também locadoras locais. Você pode fazer a sua reserva clicando nesse LINK sem custos adicionais. É muito fácil efetuar uma reserva (e também cancelar, caso necessário) e sempre encontramos os melhores preços.

Mas quem não se sentir seguro em alugar um carro pode contratar o serviço de táxi que custa 140,00 euros por um dia inteiro de passeio (valor por carro para até 4 pessoas). Achei que compensa bastante porque você nem precisa se preocupar com mapas, gps, estacionamento, nem gastar com combustível (por causa das ladeiras o carro consome bastante!)… o taxista faz tudo! São 2 roteiros diferentes – um para a costa oeste da ilha e outro para a costa leste.

Peguei o contato de um taxista que me mostrou o mapa com os dois percursos, explicou como funcionava e aproveito para deixar aqui para vocês. Mas vários taxistas na ilha fazem esses passeios, então, vocês podem procurar por outros também. Contato : João Freitas /email : john70freitas@gmail.com / Cel: (00351) 969 719 352.

Táxi na ilha é barato – como referência, do centro de Funchal até o nosso hotel Belmond Reid`s Palace a corrida saia entre 4 e 5 euros (cerca de 5 minutos de carro).

Cuidado apenas com os táxis que ficam ao final da descida dos carrinhos de cesto em Funchal – por uma curta distância (5 minutos!) eles cobram 30 euros! Alegam ser um preço fixo. Desçam caminhando ou de ônibus!

Os estacionamentos nas atrações turísticas ao redor da ilha são gratuitos. No centro de Funchal, ao lado do teleférico, há um estacionamento coberto pago, mas é barato!⠀

Seixal

Onde se hospedar

A melhor base para explorar a ilha é em Funchal, pois a cidade fica na ensolarada costa sul, perto do aeroporto e possui muitas opções de hotéis para todos os bolsos, bem como de restaurantes.

Nos hospedamos no Belmond Reid`s Palace um dos melhores e mais tradicionais da ilha e que esse ano completa 127 anos. O hotel fica no topo de uma falésia debruçado sobre o mar a 5 minutos do centrinho de Funchal, tem 3 piscinas, sendo 2 aquecidas e uma natural com água do mar. O serviço é excelente, os funcionários falam diversos idiomas e são sempre muito gentis. O café da manhã servido na beira da piscina com vista mar é super variado e delicioso. O hotel dispõe de acesso ao mar, spa, quadra de tênis, estacionamento, o acesso wi-fi é muito rápido e gratuito, os jardins são floridos e bem cuidados por 8 jardineiros, há shuttle gratuita em diversos horários para o centro de Funchal. No fim do dia no bar do hotel há sempre música ao vivo.

O Belmond Reid`s Palace já recebeu muitas personalidades desde Churchill até Robert Redford. O chá da tarde é super concorrido e aberto também a não hóspedes mediante reserva. O restaurante Willian tem uma estrela Michelin. Para reservar clique AQUI.⠀

Para ler a matéria completa sobre o Belmond Reid`s clique AQUI.

Separei uma listinha com outras opções de hotéis em Funchal :

  • The Vine – um hotel design premiado super charmoso com bela vista e ótima localização. Clique AQUI para saber mais.

 

  • Castanheiro Boutique Hotel – esse hotel também é bem charmoso, tem uma boa localização, piscina e bom custo x benefício. Clique AQUI para fazer cotação e reservar.

 

  • Pestana CR7 – outro hotel com bom custo x benefício é o Pestana do Cristiano Ronaldo. Tem uma localização muito boa, bem no porto de Funchal, bem próximo do centro da cidade, onde fica a maior parte dos restaurantes. A ilha possui vários hotéis da rede Pestana, onde nasceu a cadeia de hotéis. Clique AQUI para fazer cotação e reservar.

 

  • Hotel do Carmo – esse é aquele hotel BBB – bom, bonito, barato e ainda muito bem localizado no centrinho de Funchal, perto da Catedral, do porto e dos restaurantes. Clique AQUI para fazer cotação e reservar.

 

  • The Cliff Bay – esse hotel fica a 5 minutos do centrinho de Funchal, situado em falésias debruçado sobre o mar. Tem uma bela piscina e ótima estrutura. O hotel possui três restaurantes, sendo um deles com duas estrelas Michelin. Clique AQUI para fazer cotação e reservar.

 

Para procurar outras opções de hotéis em Funchal clique AQUI.

Se  você gosta das nossas dicas, faça suas reservas pelos links indicados, ainda que você escolha outro hotel. Nós ganhamos uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso. Obrigada! Só assim conseguimos manter o blog no ar!

 

Restaurantes

A ilha da Madeira possui ótimas opções de restaurantes, boa gastronomia e ótimos vinhos.

Não deixe de provar alguns pratos típicos como o Bolo do Caco (uma espécie de pão com alho servido quentinho!) e a Espetada, bem como de experimentar a poncha, uma bebida tradicional da Madeira, feita de aguardente de cana-de-açúcar, açúcar e sumo de limão.

Abaixo algumas dicas de restaurantes que conhecemos por lá:

  • Restaurante do Forte – esse restaurante fica dentro do Forte São Tiago. Foi o nosso preferido na Ilha e um dos melhores de toda a viagem por Portugal. O restaurante nos pegou no hotel Belmond Reid`s Palace com um carro antigo clássico – Austin 12 de 1932, um clássico britânico conversível. Estava um entardecer super agradável e fomos passeando pelas ruas de Funchal (com direito a cobertor). Esse serviço de transfer em um carro clássico custa 15,00 euros por trajeto. Ao chegar no Forte, tomamos um aperitivo no terraço com vista mar e depois seguimos para a mesa. Preferi uma mesa na área externa, já que estava uma noite muito agradável, mas também há um ambiente fechado. Há várias opções de experiências no restaurante. O nosso era o Conceito Especial que inclui couvert, entrada com vinho branco, prato principal com vinho tinto, sobremesa com vinho Madeira, café com petit fours pelo preço fixo de 42,50 euros por pessoa. O cliente escolhe todos os pratos no menu que é bem variado – há opções de peixes, carnes, massas e até vegetarianos. Tudo que provamos estava delicioso! Não deixem de experimentar a sobremesa “fondant de chocolate” – divino! Há outros opções de pacotes para ocasiões especiais como o Golden Package (75,00 euros por pessoa) e o Romantic Package (60,00 euros por pessoa). É preciso reservar esse jantar com antecedência porque é bastante concorrido. Para entrar no site oficial clique AQUI.

 

 

  • Restaurante DC Atelier – esse restaurante fica localizado no Nini Design Center no Porto de Funchal e tem uma vista espetacular da cidade. O ambiente é super charmoso e aconchegante, além de ser todo envidraçado. O menu com vinho da casa custa 55,00 euros por pessoa e inclui couvert, entrada, prato principal e sobremesa que você escolhe no menu (há várias opções para cada etapa). Para entrar no site oficial clique AQUI.

 

Funchal
Funchal
Funchal

 

  • Adega da Quinta – esse restaurante fica dentro do charmoso hotel Quinta do Estreito Vintage House em Câmara dos Lobos, a cerca de 15 minutos de Funchal. O ambiente do restaurante é agradável, com bela vista mar e há área interna e mesas ao ar livre. Comemos a tradicional “espetada”, um prato de carne típico da Madeira acompanhada com batata frita, salada e polenta. Estava uma delícia! Como entrada foi servido o tradicional bolo de caco que é um pão quentinho com alho. Às 21h tem dança típica no meio do restaurante. Como sobremesa foi servido mousse de maracujá, que também é típico. Para entrar no site clique AQUI.

 

Adega da Quinta
Adega da Quinta
Espetada no Adega da Quinta
Espetada no Adega da Quinta
Adega da Quinta
Espetada no Adega da Quinta

 

  • Armazém do Sal – esse restaurante pertence ao mesmo proprietário do Restaurante do Forte e fica na zona nova de Funchal. Há uma área interna e também mesinhas em uma varanda bem charmosa. Há um menu fixo pelo valor de 32 euros por pessoa, que inclui couvert, entrada, prato principal e sobremesa. Para harmonizar com vinhos custa mais 12,00 euros por pessoa. Para entrar no site oficial clique AQUI.

 

 

  • Chalet Vicente – esse restaurante fica em um chalé fofo, a cerca de 3 minutos de caminhada do Hotel Belmond Reid`s. Estava uma noite com temperatura agradável, então, jantamos em uma mesinha na área externa. A comida é muito gostosa, variada e os preços são bons. O brownie é maravilhoso! O melhor que já comi na vida! Rs! Para entrar no site clique AQUI.

 

 

  • Chá da tarde no Belmond Reid`s Palace – o chá da tarde do hotel Belmond Reid`s é um clássico da ilha. Servido em um terraço super agradável com belíssima vista do mar e dos jardins das 15h às 16h30, o chá da tarde deve ser reservado com antecedência. Também é aberto a não hóspedes, uma boa oportunidade para conhecer o hotel. O chá da tarde inclui uma enorme variedade de chás e infusões, sanduíches salgados de vários sabores, spones (pão de nata típico do chá inglês), além de docinhos variados e deliciosos, ao custo de 35,50 euros por pessoa. Para entrar no site clique AQUI.

 

 

  • Rua de Santa Maria – essa rua de pedestres fica na zona antiga de Funchal e é uma delícia! Há vários bares e restaurantes com mesinhas ao ar livre. Ao longo dessa rua há várias pinturas coloridas em portas, que dá um toque bacana ao local.

 

Rua Santa Maria
Rua Santa Maria
Rua Santa Maria

 

Segurança

Nos sentimos muito seguros na ilha! Você pode andar com câmeras profissionais e celular nas mãos, caminhar à noite pela orla de Funchal etc.

No entanto, sempre convém observar procedimentos básicos de segurança, como não deixar nada dentro da mala do carro, muito menos bolsas e casacos no interior do veículo, usar pochetes internas para guardar passaportes e dinheiro. Isso vale para toda a Europa! Vale a pena ter certos cuidados que podem evitar um grande aborrecimento durante as férias, como aconteceu comigo em 2009 no Algarve (minha bolsa foi furtada dentro do nosso carro quando paramos por 5 minutos em um mirante na Praia da Marinha). E acreditem, isso acontece muito em Portugal e em toda a Europa.

Funchal à noite

Roteiro dia a dia

 

Dia 1

Acomodação no hotel. Passeio em Funchal – na zona do porto, passe pelos fortes São José e Nossa Senhora da Conceição (esse é onde fica o Design Center Nini Andrade). Depois caminhe pela orla e suba até o parque de Santa Catarina (gratuito) de onde se tem uma bela vista do porto e belas flores. Ainda na zona “nova” da cidade, passe pelo Teatro Municipal, pelo Jardim Municipal, pela Catedral da Sé de Funchal e Assembléia, Câmara Municipal (todos ficam em prédios bonitos e bem conservados). Na zona “antiga” vale a pena conhecer o Mercado dos Lavradores (de preferência pela manhã), a rua de pedestres Santa Maria cheia de bares e restaurantes e o forte São Tiago.

Aproveite para andar no teleférico (ida e volta 16,00 euros/ se for descer nos Carros de Cesto compre o teleférico apenas para subir – 11,00 euros). O percurso leva 15 minutos e chega a mais de 500m de altitude. Ao chegar no topo do Monte você pode escolher entre visitar o Jardim Botânico ou os Jardins do Monte Palace (12,50 euros). Os dois são muito bonitos! Nós optamos pelo Monte Palace, um parque privado com uma área de 70 mil m2 repleto de obras de artes espalhadas pelos jardins. É um museu a céu aberto! Adorei a área do jardim japonês também. O parque é muito grande e durante a visita você vai descendo bastante, por isso na volta optamos por subir até a saída de carrinho de golf (2,50 euros por pessoa). Gostei muito do Monte Palace, mas fiquei com vontade de conhecer o Jardim Botânico. Na saída do parque não deixe de descer parte do caminho de volta até o centrinho de Funchal nos tradicionais “Carros de Cesto” – um típico meio de transporte montado artesanalmente em vime e madeira, criado no século XIX. Os carros são conduzidos por dois “carreiros” que usam as solas de suas botas como freios em um percurso de 2 km muito divertido! Valores por carro – 1 pessoa 25,00 euros / 2 pessoas 30,00 euros / 3 pessoas 45,00 euros). Esse passeio é bastante turístico, mas vale a pena pela diversão.

Mas fica a dica: ao final do percurso dos carros de cesto você tem a opção de descer até o centro de Funchal a pé (cerca de 15 minutos), pegar um ônibus ou um táxi. Há um ponto de táxi no local, e como nós já havíamos andado de táxi algumas vezes pela cidade e achamos barato (tipo, uma corrida curta como essas daria 5,00 euros), optamos pelo táxi, masssss ao final da corrida fomos surpreendidos pelo taxista que nos cobrou 30 euros alegando ser um preço fixo para quem veio dos carros de cesto. Realmente quando entramos no carro ele falou alguma coisa que não entendemos mas não podíamos nunca imaginar que era isso. Jamais teríamos pego o táxi se tivéssemos entendido que 5 minutos de corrida custariam 30,00 euros, ainda mais sabendo que em Funchal esse percurso daria algo entre 4 e 5 euros. Enfim, fica o alerta!

Teleférico
Teleférico
Teleférico
Teleférico
Monte Palace
Monte Palace
Monte Palace
Monte Palace
Monte Palace
Monte Palace
Monte Palace
Monte Palace
Monte Palace
Monte Palace
Monte Palace
Monte Palace
Monte Palace
Monte Palace
Monte Palace
Monte Palace
Monte Palace
Monte Palace
Monte Palace
Monte Palace
Carros de Cesto
Carros de Cesto
Carros de Cesto
Carros de Cesto
Carros de Cesto
Carros de Cesto
Forte de Funchal
Forte de Funchal
Funchal
Funchal
Funchal
Funchal
Funchal
Funchal
Funchal
Funchal
Funchal
Funchal
Funchal
Funchal
Mercado dos Lavradores
Mercado dos Lavradores
Mercado dos Lavradores
Mercado dos Lavradores
Mercado dos Lavradores
Mercado dos Lavradores
Mercado dos Lavradores
Mercado dos Lavradores
Rua Santa Maria
Rua Santa Maria
Jardins de Santa Catarina
Jardins de Santa Catarina
Jardins de Santa Catarina
Jardins de Santa Catarina
Jardins de Santa Catarina
Jardins de Santa Catarina
Jardins de Santa Catarina
Jardins de Santa Catarina
Jardins de Santa Catarina
Jardins de Santa Catarina
Teleférico
Teleférico
Monte Palace
Monte Palace
Monte Palace
Monte Palace
Monte Palace
Monte Palace
Monte Palace
Monte Palace
Monte Palace
Monte Palace
Carros de Cesto
Carros de Cesto
Carros de Cesto
Forte de Funchal
Funchal
Funchal
Funchal
Funchal
Funchal
Funchal
Mercado dos Lavradores
Mercado dos Lavradores
Mercado dos Lavradores
Mercado dos Lavradores
Rua Santa Maria
Jardins de Santa Catarina
Jardins de Santa Catarina
Jardins de Santa Catarina
Jardins de Santa Catarina
Jardins de Santa Catarina

Dia 2

Dia de explorar a costa oeste de carro ou usando o serviço de táxi.

Saímos do nosso hotel em Funchal por volta das 10h e a nossa primeira parada nesse dia foi no miradouro do Cabo Girão, que tem vistas lindas das montanhas e do mar. Parte do mirante tem chão de vidro. Há estacionamento e lojinha de souvenirs no local. É uma visita rápida. Um pouco antes de passar pela Câmara dos Lobos tem uma piscina natural chamada Doca das Covadas, mas acabamos não passando por lá. Paramos em um mirante com vista para Ribeira Brava e de lá seguimos em direção a São Vicente no norte da ilha. Atenção : após passar pelo primeiro túnel seguir a placa para “Encumeada”, pois é uma estrada linda pelas montanhas com super visual! Não siga a placa “São Vicente via túnel “ – a estrada é mais rápida mas não é tão bonita.

Até encumeada há vários mirantes com vistas lindíssimas. Há um hotel em Encumeada, boa parada para banheiro e almoço. Paramos no Mirante Encumeada e seguimos mais 10 km até São Vicente onde ficam as grutas – a visita guiada custa 8,00 euros por pessoa e dura 1h sendo 30 minutos caminhando dentro da gruta e 30 minutos no centro de vulcanismo assistindo vídeos sobre a formação da ilha da Madeira. A guia explica tudo em português e depois em inglês. As grutas foram formadas há 890 mil anos. Percorremos um trajeto de 700m pelo interior da gruta onde a temperatura fica em torno de 16/17 graus durante todo o ano. A gruta é formada de basalto e não há estalagmites nem estalactites. Á água no seu interior vem de uma nascente natural e é potável.

Passamos pela praia de Fajã da Areia e seguimos até a praia de São Vicente que tem uma linda montanha ao fundo. O mar é bem forte e a areia da praia é preta. De lá seguimos até o mirante para a Cachoeira Véu da Noiva que sai do meio da montanha e cai no mar. O visual é incrível! Depois paramos em Seixal onde também há uma praia de areia preta com bela vista das montanhas. No local há uma piscina natural, um restaurante, banheiro público e estacionamento.

Fizemos uma parada também para ver os Ilhéus da Ribeira da Janela – lindo! Há um estacionamento perto do mar e de lá caminhamos até a praia para ver os ilhéus – espécies de fariglionis – pedras no meio do mar.

Finalmente chegamos às famosas piscinas naturais de Porto Moniz que são lindas! A água é transparente. O acesso é gratuito e há banheiro, restaurantes e estacionamento no local. Levar toalha e roupa de banho para entrar no mar. Dica : se você quiser passar um dia inteiro nas piscinas naturais de Porto Moniz há uma via expressa ligando Funchal e Porto Moniz em apenas 40 minutos.

Depois fomos até o teleférico de Achados da Cruz que é super alto e desce até a praia, mas não achei que valia a pena não – só funciona até às 18h.

De achados da Cruz pegamos a estrada pelo alto até Paul da Serra (cerca de 22km). Há duas estradas para retornar à Funchal – essa por cima com vista linda das montanhas ou margeando o mar e passando por vários vilarejos.

Seguimos até Ponta do Sol – vilarejo pequeno e colorido à beira mar . Bom local para assistir ao pôr do sol. Outra opção é assistir a partir de Jardim do Mar.

De Ponta do Sol seguimos por uma excelente via expressa por 15 minutos até Câmara dos Lobos, onde jantamos o famoso prato típico da ilha “ a espetada” no Adega da Quinta.

Cabo Girão
Cabo Girão
Cabo Girão
Cabo Girão
Cabo Girão
Cabo Girão
Cabo Girão
Cabo Girão
Ribeira Brava
Ribeira Brava
Encumeada
Encumeada
Encumeada
Encumeada
Encumeada
Encumeada
Encumeada
Encumeada
Encumeada
Encumeada
Encumeada
Encumeada
Encumeada
Encumeada
Grutas de São Vicente
Grutas de São Vicente
Grutas de São Vicente
Grutas de São Vicente
Grutas de São Vicente
Grutas de São Vicente
Grutas de São Vicente
Grutas de São Vicente
São Vicente
São Vicente
São Vicente
São Vicente
Cachoeira Véu da Noiva
Cachoeira Véu da Noiva
Cachoeira Véu da Noiva
Cachoeira Véu da Noiva
Ribeira da Janela
Ribeira da Janela
Ribeira da Janela
Ribeira da Janela
Ribeira da Janela
Ribeira da Janela
Ribeira da Janela
Ribeira da Janela
Ribeira da Janela
Ribeira da Janela
Ribeira da Janela
Ribeira da Janela
Ribeira da Janela
Ribeira da Janela
Seixal
Seixal
Seixal
Seixal
Seixal
Seixal
Porto Moniz
Porto Moniz
Porto Moniz
Porto Moniz
Porto Moniz
Porto Moniz
Porto Moniz
Porto Moniz
Piscinas naturais de Porto Moniz
Piscinas naturais de Porto Moniz
Porto Moniz
Porto Moniz
Achados da Cruz
Achados da Cruz
Ponta do Sol
Ponta do Sol
Espetada no Adega da Quinta
Espetada no Adega da Quinta
Adega da Quinta
Adega da Quinta
Cabo Girão
Cabo Girão
Cabo Girão
Cabo Girão
Ribeira Brava
Encumeada
Encumeada
Encumeada
Encumeada
Encumeada
Encumeada
Encumeada
Grutas de São Vicente
Grutas de São Vicente
Grutas de São Vicente
Grutas de São Vicente
São Vicente
São Vicente
Cachoeira Véu da Noiva
Cachoeira Véu da Noiva
Ribeira da Janela
Ribeira da Janela
Ribeira da Janela
Ribeira da Janela
Ribeira da Janela
Ribeira da Janela
Ribeira da Janela
Seixal
Seixal
Seixal
Porto Moniz
Porto Moniz
Porto Moniz
Porto Moniz
Piscinas naturais de Porto Moniz
Porto Moniz
Achados da Cruz
Ponta do Sol
Espetada no Adega da Quinta
Adega da Quinta

Dia 3

Dia de explorar a costa leste de carro ou usando o serviço de táxi. Começamos o dia no Miradouro Eira do Serrado de onde se vê o vilarejo Curral das Freiras cercado por montanhas. Esse miradouro fica a cerca de 15 minutos de carro de Funchal – parte da estrada é bem estreita, dirija devagar porque muitos ônibus de turismo passam por ali. No local há estacionamento e uma loja de souvenirs bem grande e banheiro.

Dali seguimos pela estrada nova que liga ao Miradouro do Pico do Areeiro a 1818 m de altitude. Essa estrada é suuuper íngrime! No caminho paramos no Miradouro do Paredão (são 3 mirantes próximos). Infelizmente estava muuuito frio (na casa dos 5º C), chuviscando e com muitas nuvens cobrindo as montanhas. Nesse dia faríamos a trilha que leva ao Pico Ruivo (veja mais detalhes no item “Trilhas”), mas por causa do tempo foi inviável.

De lá, seguimos pela estrada antiga (e não pela via expressa) para Santana onde ficam as casinhas típicas de Colmo com telhado de “palha” – caule do trigo. No caminho há alguns mirantes com bela vista. Em Santana há várias casinhas de Colmo, em cada uma funciona uma lojinha diferente : de artesanato, doces etc . Há um estacionamento em frente gratuito e banheiros.

Ainda na região de Santana seguimos para o teleférico da Rocha do Navio – não descemos de teleférico até a praia mas o visual de cima já valeu MUITO a pena! Tem a rocha no mar, cercada por belas montanhas e ainda uma cachoeira! Lindo demais!

Da Rocha do Navio seguimos até Porto da Cruz, onde há uma piscina natural e vários restaurantes com mesinhas ao ar livre de frente para o mar e para as montanhas. Almoçamos em um deles e fizemos uma parte da caminhada até o mirante.

Um pouco antes de Porto da Cruz fica o Miradouro do Guindaste que parece bonito, mas acabamos não passando por lá.

De Porto da Cruz seguimos para a Ponta de São Lourenço na costa leste da ilha – lugar maravilhoso!!!! Há uma caminhada de 8 km ida e volta muito bem demarcada e fácil que passa por paisagens incríveis! Por falta de tempo fizemos apenas metade da trilha. Há estacionamento no local. Leia mais informações sobre essa caminhada no item “trilhas”. Depois passamos de carro no miradouro de onde se tem a vista dos 2 lados da ilha (basta seguir as placas “miradouro”).

No caminho de volta para Funchal passamos por baixo da pista do aeroporto por onde passa a via expressa.

Eira do Serrado
Eira do Serrado
Eira do Serrado
Eira do Serrado
Eira do Serrado
Eira do Serrado
caminho para Santana
caminho para Santana
Santana – casas típicas
Santana – casas típicas
Rocha do Navio
Rocha do Navio
Rocha do Navio
Rocha do Navio
Rocha do Navio
Rocha do Navio
Porto da Cruz
Porto da Cruz
Porto da Cruz
Porto da Cruz
Porto da Cruz
Porto da Cruz
Porto da Cruz
Porto da Cruz
Porto da Cruz
Porto da Cruz
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Eira do Serrado
Eira do Serrado
Eira do Serrado
caminho para Santana
Santana – casas típicas
Rocha do Navio
Rocha do Navio
Rocha do Navio
Porto da Cruz
Porto da Cruz
Porto da Cruz
Porto da Cruz
Porto da Cruz
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço

Dia 4

Day trip para a ilha vizinha de Porto Santo. – da ilha da Madeira até Porto Santo são cerca de 2h de ferry. O barco normalmente sai de Funchal às 8h e retorna no final do dia. Para confereir os horários e tarifas clique em PortoSantoLine. Na alta temporada o valor do bilhete para adulto ida e volta é de 58,00 euros. Também existe a opção de voo pela cia aérea SATA e o voo dura 15 minutos). Em Porto Santo há uma longa praia de areia branquinha e mar claro, alguns hotéis e restaurantes, mas a ilha tem muito menos estrutura. Quem tiver mais tempo, acho que vale a pena passar 1 ou 2 noites por lá para curtir praia. Para checar as opções de hotéis em Porto Santo clique AQUI.

Dia 5

Passeio de barco para ver golfinhos e baleias. Várias empresas oferecem esse tour que dura cerca de 3h. Não tivemos tempo para fazer mas deixo aqui o nome de duas empresas SeaBookings (35,00 euros por pessoa) e Madeira Seekers (oferece vários tipos de passeios de barco).

Dia 6

Escolha algumas das diversas trilhas super bacanas que a ilha oferece! Veja algumas das opções no item “trilhas”.

Trilhas

Abaixo separei as trilhas que nós mais gostamos durante nossas pesquisas sobre a Ilha da Madeira, antes da viagem. Há muitas opções de caminhadas de onde se tem visuais incríveis da ilha. Para saber sobre outras opções de caminhadas com todas as informações, acesse o site oficial da Ilha.

Informação importante : “Levadas” é o nome que no Arquipélago da Madeira se dá aos pequenos aquedutos que formam uma vasta rede de irrigação com mais de 2 mil km, construídas pelos homens no passado e que levavam a água de milhares de nascentes até os campos de cultivo. Muitas dessas levadas são abertas ao público para caminhadas.

  • Ponta de São Lourenço (leste da ilha) – esse lugar é lindo! Fizemos parcialmente essa trilha, pois não tínhamos tempo suficiente para ir até o final, mas amamos! São 8 km (ida e volta), a trilha tem um caminho muito bem demarcado e fácil de andar, embora tenha alguns trechos com subidas e descidas. Vimos famílias com crianças e pessoas de idade percorrendo o caminho. A paisagem é lindíssima! Há estacionamento no local, mas leve água e lanche pois não há qualquer tipo de comércio no local.

 

Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço
Ponta de São Lourenço

 

  • Levada do Caldeirão Verde – Este trilha percorre a esplanada da levada do Caldeirão Verde numa altitude dos 990m no Concelho de Santana. O percurso tem início e fim no Parque Florestal das Queimadas, numa extensão de 6,5 Km (+ 6,5Km de regresso), numa duração de 5h 30m (ida e regresso). Depois de passar pelos 4 túneis existentes ao longo do percurso, o Caldeirão Verde surge à esquerda da levada e para lá chegar, basta subir alguns metros pelo leito do ribeiro. O lago do Caldeirão Verde é formado pela água que se projeta verticalmente do leito do Ribeiro do Caldeirão Verde a uma altura de aproximadamente 100m.

 

  • Pico Ruivo – essa era a caminhada que a gente mais queria fazer, mas infelizmente por causa das condições climáticas (frio e nevoeiro cobrindo toda a vista) não conseguimos! Esta trilha sobe até ao pico mais alto da ilha da Madeira, o Pico Ruivo (1861m). Com início e fim na Achada do Teixeira tem uma extensão de 2,8 Km (+ 2,8 Km de regresso) com uma duração de 1h 30 (ida e regresso). Junto à casa de abrigo do Pico Ruivo terá acesso a outros 3 trilhos que levam a diferentes pontos da ilha: Vereda do Pico Areeiro, Vereda da Encumeada e Vereda da Ilha. Ao longo da subida são encontrados vários abrigos, pois aqui a variação climática é brusca, sendo frequente a área, ficar mergulhada num mar de nuvens ou acima delas. Em dias de boa visibilidade para Este pode-se avistar a formação rochosa da Penha D´Águia, a Serra das Funduras e a Ponta de S. Lourenço (extremo Este da Ilha da Madeira).

 

  • Pico do Areeiro (fechado temporariamente) – essa trilha é lindíssima! Começa no Miradouro do Pico do Areeiro e vai até o Pico Ruivo, os dois picos mais altos da Madeira. Distância: 14 km (ida e volta) Dificuldade: Médio. O clima varia frequentemente, por isso é recomendável levar agasalho. O percurso inclui túneis (leve lanterna), alguns declives acentuados e paisagens fabulosas do maciço montanhoso central. Levar água e lanche.

 

  • Levada das 25 Fontes/Levada do Risco – Esse percurso tem 4,6 Km por trecho (9,2 km ida e volta), inicia-se descendo até ao Rabaçal. Daqui pode continuar ao longo da levada até encontrar a espetacular queda d’água e/ou continuar até à emblemática Lagoa das 25 fontes. Os dois trilhos iniciam-se da estrada regional (E.R.110) e descem até à casa de abrigo do Rabaçal. Os trilhos separam-se seguindo duas levadas paralelas localizadas a diferentes cotas. As duas levadas recolhem as águas dos afluentes da Ribeira Grande e vão alimentar a central hidroeléctrica da Calheta, seguindo depois para a rega de campos agrícolas. A 1000m de altitude, o trilho PR 6.1, acompanha a levada do Risco, levando o trilheiro a uma impressionante queda de água, que cai na vertical formando um risco na rocha.

 

Para mais opções de trilhas acessem o site oficial de Turismo da Ilha da Madeira VisitMadeira.

Site Oficial

http://www.visitmadeira.pt/

*Para visitar a Ilha da Madeira nós contamos com o apoio da Secretaria de Turismo da Ilha bem como do hotel Belmond Reid`s Palace.

 

Matérias relacionadas

As matérias abaixo com link em azul já estão disponíveis para leitura. As demais vou publicar aos pouquinhos!

 

 

Planeje a sua viagem:

Se você gosta das nossas dicas, nos ajude a manter o blog fazendo as reservas pelos links indicados. Recebemos uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso!
  • Booking.com - confesso que minha vida de viajante mudou depois da criação do Booking.com. Acho sensacional, sou fã de carteirinha! Todas as ferramentas do site são excelentes e sempre que tive qualquer tipo de problema fui prontamente atendida pelos funcionários (existe a opção de atendentes que falam português, o que é ótimo!). Nunca tive problema de chegar em um hotel e a minha reserva não estar lá (mas fechando direto com os hotéis isso já aconteceu). Clicando aqui você pode fazer suas reservas diretamente pelo nosso blog sem custos adicionais.
 
  • Hotéis.com - você também pode fazer sua reserva de hotéis pelo Hoteis.com. A vantagem é o parcelamento em até 12x sem juros.
 
  • O seguro de viagem é um dos itens mais importantes da viagem! Eu não viajo sem! Ninguém está livre de ficar doente ou sofrer um acidente durante as férias. Imagine quanto isso pode custar em um país como Suíça, Eua ou Noruega? Além disso, o seguro é obrigatório nos países membros da Comunidade Européia (Tratado de Schengen). Aqui no blog você pode fazer a sua cotação pela Seguros Promo que possui várias seguradoras conveniadas. A vantagem é fazer a cotação on-line, ou seja em apenas um clique, você compara o custo x benefício das melhores seguradoras do mercado. A contratação é on-line e você recebe a apólice por email. É possível parcelar em até 12x sem juros no cartão de crédito (parcela mínima de 40,00 reais).Para fazer sua cotação clique AQUI e insira os dados solicitados (destino, período da viagem, nome, email e telefone). Logo em seguida vai aparecer uma lista com todas as seguradoras e os valores cobrados. Leitores do blog tem 5% de desconto - basta inserir o código LOUCOSPORVIAGEM5.
 
  • Rentalcars.com - nós fazemos muitas road trips e esse site é espetacular!! É muito fácil efetuar uma reserva (e também cancelar, caso necessário) e sempre encontramos os melhores preços. O site compila todas as grandes companhias de aluguel de carro (Hertz, Avis, Budget etc) e também locadoras locais. Você pode fazer a sua reserva aqui no blog também por esse link sem custos adicionais.
 
  • Chip de internet no exterior - Graças ao chip de celular da EasySim4u nós estamos sempre conectados durante todas as nossas viagens internacionais. Eu recebo o chip em casa pelos correios e no avião já coloco no celular. Muito prático!!!! Quando chego no destino só preciso ligar o celular e pronto! A internet já começa a funcionar. Acho muito melhor do que desembarcar no destino e ainda ter que procurar por um chip. Já usei o chip da Easysim4u em vários países : Itália, Espanha, Suíça, Áustria etc. Para saber mais sobre como comprar e como funciona o chip clique AQUI para ler a matéria onde expliquei tudo. O plano para Europa é o DATA PLAN com SIM na opção de roaming 140 países. Os planos para países fora dos EUA e Canadá são apenas de DADOS, ou seja, não tem nem ligações e nem SMS. Para adquirir, basta acessar o site clicando em : EasySim4u.
 
  • Ingressos - Reserve seus ingressos para as principais atrações turísticas do mundo todo com antecedência e evite filas. A GetYourGuide é a maior plataforma online do mundo para reservas de excursões e atrações turísticas. Para acessar o site clique AQUI.
Fabi Gama
Fabi Gama: Carioca, taurina, casada, 37 anos, advogada, louca por viagem, fotografia, chocolate e pela Grécia. Conhece o calendário de feriados de cor e salteado! Já carimbou seu passaporte em 50 países e pretende conhecer muitos outros! Acompanhe as aventuras pelo instagram e snapchat @loucosporviagem.
Gostou? Compartilhe!
  • Print Friendly, PDF & Email
  1. Cristina

    Adorei suas dicas. Muito claro e bem escrito.Fiquei com vontade de conhecer a Ilha da Madeira. Obrigada

    Responder
    • Oi Cristina! Muuuito obrigada pelo seu feedback! Fico feliz! Você vai amar essa ilha! beijocas

      Responder
  2. Olá! Adorei as dicas! Estou morando no Porto e acompanhei toda a sua viagem por Portugal. Já anotei na agenda, uma ida à Ilha da Madeira para o feriado de Corpus Christi 🙂
    Fiz uma cotação do Belmond para essa época e o valor está muuuito alto. Qual seria um outro hotel, da mesma categoria, que vc me indicaria?
    Obrigada por compartilhar a sua experiência!
    Beijinhos!

    Responder
    • Oi Thaise! Na matéria logo embaixo das fotos do Belmond eu coloquei uma listinha com dicas de 5 hotéis muito bons na ilha – dá uma olhadinha! O 1 e o 5 são ótimos! bjs

      Responder
  3. Agradecemos a Visita.
    O Artigo sobre a Ilha da Madeira está maravilhoso. Parabéns

    Responder
    • Fico feliz que tenha gostado da matéria. Obrigada! Vou lembrar do seu brownie pra sempre hahahaha maravilhoso!

      Responder
  4. Great article about Madeira a must to read for those planning on visiting for the first time

    Responder
  5. Amamos o post e as dicas das trilhas! Parabéns! Devemos visitar a ilha em 2019… Beijos, Charlico e Larissa

    Responder
Deixe seu comentário: