Roteiro e dicas para conhecer as quintas do Vale do Douro

Em 25/04/2018 por Fabi Gama

Em abril/18 voltamos a Portugal depois de 7 anos sem visitar o país. Durante 17 dias de viagem passamos pelo Porto, região do Douro, Alentejo, Lisboa e terminamos com chave de ouro na encantadora Ilha da Madeira.

Já conhecíamos a região do Douro, classificado como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 2011, mas pela primeira vez nos hospedamos por lá e foi maravilhoso! Uma delícia para quem curte enoturismo, gosta de comer e beber bem, quer descansar e ama visuais incríveis!

Como chegar

Nós viajamos do Rio de Janeiro direto para a cidade do Porto no norte de Portugal pela cia aérea TAP. Ficamos duas noites na bela cidade do Porto e, de lá, seguimos até Peso da Régua, uma das principais cidades bases para explorar a região do Douro. Esse trajeto leva aproximadamente 1h30 por uma autoestrada pedagiada.

Indicamos o site da RentalCars para fazer a cotação do aluguel do veículo com diversas locadoras. O site compila todas as grandes companhias de aluguel de carro (Hertz, Avis, Budget etc) e também locadoras locais. Você pode fazer a sua reserva clicando nesse LINK sem custos adicionais. É muito fácil efetuar uma reserva (e também cancelar, caso necessário) e sempre encontramos os melhores preços.

Mas ATENÇÃO:

Existem dois tipos de pedágios em Portugal:

  •  Pedágios convencionais que você pode efetuar o pagamento no local ou passar direto e será debitado no “via verde” (tipo o nosso “sem parar”).

 

  • “Portagens” nas autoestradas – essas portagens são pedágios eletrônicos – você passa por um portal e não há a opção de efetuar o pagamento no local! Nesses portais o valor do pedágio é debitado automaticamente do via verde ou você terá que efetuar o pagamento em uma agência dos correios dentro do prazo de 5 dias depois de ter passado por uma dessas portagens. Ao lado de cada portagem há uma placa com o valor que será debitado no via verde – por exemplo entre Peso da Régua e Aveiro passando pela A24 e A25 nós cruzamos 12 portagens que variavam de 0,20 a 1,55 euros (a maioria custava 0,65/0,75 euros). O via verde apita cada vez que o carro passa por uma portagem, sinalizando que o valor foi debitado. A locadora SIXT nos cobrou uma caução de 75,00 euros para efetuar o pagamento dos pedágios e a diferença foi devolvida no final no cartão de crédito. Gastamos em torno de 40,00 euros de pedágios em dez dias de carro alugado em Portugal.

 

Portagens eletrônicas nas autoestradas de Portugal

Na locadora, no momento em que retiramos o carro na loja do aeroporto do Porto, nos foi oferecido acionar o via verde ao custo de 1,85 euros por dia limitado a 18,00 euros por locação (ou seja, se você ficar 20 dias com o carro só paga 18,00 euros). Se nós não optássemos por ativar o via verde teríamos que efetuar o pagamento de cada uma dessas portagens em uma agência dos correios no prazo de 5 dias após ter passado por uma. Atenção, pois essas portagens fotografam as placas do carro e se não forem pagas dentro do prazo indicado a multa é cara!!! A locadora pode levar alguns meses para te cobrar a multa, mas acreditem, eles cobram tudo no cartão de crédito!

Minha opinião : quem for fazer uma road trip por Portugal TEM que pagar para acionar o via verde no carro alugado! Não faz sentido durante uma viagem você se dirigir a uma agência dos correios a cada 5 dias para pagar o valor correspondente às portagens. É uma economia que não compensa! Além disso, mesmo nos pedágios em que se pode efetuar o pagamento no local, quando você está com o via verde, não precisa entrar na fila, parar, procurar trocado para pagar… você passa direto pela faixa especial para os carros com o via verde. Muito mais prático!

Também existe um trem ligando a cidade do Porto a Peso da Régua. Mas de qualquer forma você vai precisar de um carro para conhecer as vinícolas (“quintas”), pois elas ficam espalhadas por essa região do Douro.

A maior parte das estradas por ali são estreitas e sinuosas, por isso os percursos costumam demorar um pouco. Mas o visual é tão bonito que compensa!

Melhor época

A melhor época para visitar a região do Douro vai de maio a setembro, no período do verão. A vindima, época da colheita, começa no final de agosto e vai até outubro.

Os parreirais ficam carregados de uvas até meados de agosto, então, acredito que entre julho e agosto seja a época mais bonita para se visitar a região, no entanto, nesse período de verão faz muito calor por lá também.

Nós estivemos no Douro no finalzinho de março e o clima estava agradável. Mesmo sem uvas nos parreirais eu já achei a região lindíssima! E como nessa época estava mais fresco e até bem frio à noite, foi muito bom para beber e comer bem!

A caminho da Quinta do Crasto

Quanto tempo

O ideal é ficar de 3 a 4 dias nessa região. Tente não fazer apenas um bate e volta do Porto. Vale muito a pena passar algumas noites por ali para explorar melhor a região, conhecer várias vinícolas, fazer piquenique, experimentar bons restaurantes. É uma delícia de viagem, para ser curtida com calma, até porque em um dia você só consegue visitar 2 ou 3 quintas.
Nós ficamos 3 noites e 3 dias inteiros na região. Ficaria mais um dia tranquilamente.

vista da Quinta do Pôpa

Onde se hospedar

As duas melhores bases para explorar as quintas da região do Douro são nas cidades de Peso da Régua e Pinhão. Abaixo separei uma listinha de hotéis :

Se  você gosta das nossas dicas, faça suas reservas pelos links indicados, ainda que você escolha outro hotel. Nós ganhamos uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso. Obrigada! Só assim conseguimos manter o blog no ar!

Em Peso da Régua

 

  • Vila Galé Douro – nos hospedamos nesse hotel e adoramos! O hotel é novinho, muito bem localizado ( tem uma localização central para conhecer as quintas da região), tem um ótimo custo x benefício, o quarto era super espaçoso e confortável, tem piscina aquecida interna, vista para o rio, um bom café da manhã, ótima internet e estacionamento. Vale muito a pena! Para fazer cotação e reservar sem custos adicionais clique AQUI.

 

 

  • The Wine House Quinta da Pacheca – esse hotel boutique é um charme e fica bem perto do centro de Peso da Régua! Almoçamos no restaurante (que é muito bom) e aproveitamos para conhecer a pousada que tem poucos quartos e é super charmosa e aconchegante. A casa do século XVIII foi restaurada respeitando a arquitetura tradicional e fica cercada por vinhedos. E em breve esse hotel vai ter quartos em barricas de vinho! Já estavam prontas quando estivemos lá, mas ainda não estavam abertas para reservas (isso no final de março/18. Mas as barricas são um charme! Para fazer cotação e reservar sem custos adicionais clique AQUI.

 

 

  • Six Senses Douro Valley – esse é o hotel mais luxuoso da região do Douro. O hotel tem uma boa localização nos arredores de Peso da Régua, fica em um belo casarão do século XIX e tem piscinas interna e externa, spa e quartos elegantes e confortáveis. Para fazer cotação e reservar sem custos adicionais clique AQUI.

 

 

Em Pinhão

  •  The Vintage House Douro – Este hotel de luxo fica bem nas margens do Douro na cidade de Pinhão, que também é uma boa base, já que há várias vinícolas bacanas para visitar ali por perto. O hotel ocupa uma antiga vinícola do século XVIII com vista para os vinhedos do Vale Douro e tem piscina ao ar livre com vista panorâmica. Para fazer cotação e reservar sem custos adicionais clique AQUI.

 

 

  • Quinta Nova de nossa senhora do Carmo – nós visitamos essa quinta e adoramos a localização e a vista panorâmica do rio e dos vinhedos. A pousada tem poucos quartos e é bem aconchegante além de ter uma piscina com super visual. Há um restaurante com área externa agradável. Boa opção para quem quer se hospedar em uma quinta com quartos luxuosos e com estilo de época, oferecendo vista das vinhas e do rio. Para fazer cotação e reservar sem custos adicionais clique AQUI.

 

 

Em Ribadouro

  • Douro Royal Valley Hotel – nós chegamos a ficar uma noite nesse hotel. É um hotel grande, confortável com quartos espaçosos e com linda vista para o rio Douro. O hotel tem spa, restaurante, um excelente café da manhã e uma piscina com borda infinita debruçada sobre o rio que é maravilhosa! Mas o hotel fica a cerca de 45 minutos de Peso da Régua e muitas das quintas ficam a 1h30 do hotel. Então, preferi mudar para um hotel em Peso da Régua por ser uma localização mais central. Mas se a sua intenção for ficar no hotel curtindo a piscina e apreciando a vista, esse vale bastante a pena, até porque tem um bom custo x benefício considerando tudo que o hotel oferece. Para fazer cotação e reservar sem custos adicionais clique AQUI.

 

*Algumas fotos dessa categoria “Onde se hospedar” pertencem aos sites dos respectivos hotéis.

Restaurantes

  • Quinta da Pacheca – esse quinta tem hotel e restaurante. Como fica bem perto do centrinho de Peso da Régua, é uma boa opção tanto para almoço quanto para jantar. Nós almoçamos lá e adoramos! O cardápio é variado e tem ótimas opções como bacalhau e polvo e tudo estava muito gostoso. Para reservar uma mesa clique aqui.

 

  • Castas e Pratos – esse restaurante tem um ambiente liiiiiindo, a comida é excelente e tem um preço ótimo. Fica bem no centrinho de Peso da Régua ao lado da estação de trem. Um bom jantar para 2 pessoas com entrada, prato principal, sobremesa e vinho deu 60,00 euros. O prato de bacalhau estava divino! Para entrar no site oficial clique aqui.

 

  • DOC – esse restaurante mistura a cozinha tradicional com a contemporânea e foi muito bem recomendado, mas não tivemos tempo de conhecê-lo. Está localizado em um deck de madeira sobre o Rio Douro entre Peso da Régua e Pinhão. É possível almoçar ou jantar mas durante o dia vale mais a pena por conta da belíssima vista, já que o restaurante é todo de vidro. O DOC é um espaço para “Degustar Ousar Comunicar” comandado pelo renomado Chef português Rui Paula, que utiliza produtos regionais em sua cozinha. Para entrar no site oficial clique aqui.

 

  • Outras opções de quintas que tem almoço : Quinta do Crasto, Quinta Nova Nossa Senhora do Carmo e Quinta do Portal. Leia mais sobre essas quintas no item abaixo.

 

As melhores Quintas

  • Quinta do Pôpa  – essa vinícola fica localizada a cerca de 20 minutos de carro de Peso da Régua e tem uma vista linda para o vale do Douro. É preciso reservar essa visita pela internet e pagar antecipado por PayPal. Há várias opções de tours. Escolhemos o piquenique que custou 30,00 euros por pessoa e incluiu uma visita de 1h guiada pela proprietária Vanessa que nos explicou toda a história da quinta, uma degustação de 5 vinhos e, por fim, sentamos nos jardins com a nossa cesta de piquenique que tinha uma garrafa de vinho, água, bacalhau, tábua de queijos e frios, embutidos, pães, azeitonas e azeite feito na vinícola e passamos horas apreciando a vista. Dica: Peçam um local com vista livre para o Douro. Curiosidade : o avô da Vanessa era conhecido por “Popa” que significa topete. Para acessar o site clique aqui.

 

  • Quinta do Crasto – De Peso da Régua até a Quinta do Crasto levamos cerca de 50 minutos. Essa quinta já estava na minha listinha de desejos há muitos anos por causa da piscina de borda infinita sobre o vale do Douro que é de fazer cair o queixo! A Quinta tem 4 quartos mas hoje não funciona mais como pousada (os quartos são usados apenas para receber importadores e contatos comerciais da quinta). Mas ainda assim, vale muito a pena reservar o almoço harmonizado no restaurante. Custa 65,00 euros por pessoa e inclui entradas, saladas, sopa, prato principal, queijos, sobremesas e todos os pratos são acompanhados por vinhos produzidos no local. Esse valor também inclui uma visita guiada. Optamos por almoçar em uma das mesinhas ao ar livre com um super visual do vale do Douro. Foi inesquecível! Também há um ambiente interno no restaurante. Ao fazer a reserva por email, já peçam uma mesa na área externa. A comida é deliciosa. Para reservar acesse o site aqui.

 

  • Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo – essa quinta fica a cerca de 10 minutos de carro da Quinta do Crasto, então, vale a pena visitar as duas no mesmo dia. A Quinta do Pôpa fica praticamente em frente a Quinta Nova, do outro lado do rio Douro (tem que dar uma volta grande para chegar lá). Essa quinta também funciona como hotel. As diárias variam de 200 a 230 euros para casal com café da manhã. São só 11 suítes. A vista da quinta é maravilhosa! Nós não almoçamos por lá, mas o restaurante também é bem bonito, tem um terraço ao ar livre com vista para o vale e para o rio. O almoço precisa ser reservado com antecedência e custa 46,00 euros por pessoa + 28,00 euros para harmonizar. Essa quinta fecha em dezembro. Para acessar o site clique aqui.

 

  • Quinta do Pessegueiro – de Peso da Régua seguimos por 1h até a Quinta do Pessegueiro, uma vinícola nova (2010) bem moderna e que pertence à franceses que também tem vinícola na região da Provence na França. Fizemos a visita guiada com a fofa da Célia (as explicações dela foram muito bacanas!) e ao final teve uma degustação de 5 vinhos com chocolate. Custa 12,00 euros por pessoa e deve ser agendada com antecedência. Só faça essa visita se você estiver com muuuuito tempo sobrando porque a vinícola fica um pouco longe e a área externa dela não é tão bonita (não tem vista para o rio e tal). Por dentro ela é bem moderna e bonita. Para acessar o site clique aqui.

 

  • Quinta do Bomfim – essa quinta fica em Pinhão, bem nas margens do Rio Douro. Da Quinta do Pessegueiro até a do Bomfim foram cerca de 20 minutos. A Quinta do Bomfim tem várias opções de visita: caminhadas pelas vinhas, piquenique, visitas guiadas etc. Nós optamos pela caminhada pelas vinhas (custa 5,00 euros por pessoa). Há 3 opções de percursos diferentes e a gente ganha um chapéu, um mapa e uma garrafa de água de alumínio muito fofa com água e com o nome da quinta. O piquenique deve ser reservado com 72h de antecedência pelo site e custa 25,00 por pessoa. Você pode comer o piquenique na varanda da casa principal que é linda com bela vista do rio ou caminhar um pouco até a Casa de Pedra de onde se tem um super visual também. Há uma lojinha bem bacana para compra de vinhos. Se você não quiser fazer a visita, pode pedir para ir na loja e no bar. Escolher um vinho, sentar na varanda e curtir a vista. Essa quinta pertence ao grupo inglês Symington que é dono de marcas famosas como Dow e Grahams. E fica a dica : a Quinta do Bomfim vai ter restaurante a partir de 2019. Essa quinta fica bem pertinho do Hotel The Vintage House. Da Quinta do Bonfim até Peso da Régua são cerca de 40 minutos de carro. Para acessar o site clique aqui.

 

  • Quinta do Seixo (Sandeman) – Quando chegamos nessa quinta já não dava mais tempo de fazer a visita guiada, mas o lugar é muito bonito, fica bem no alto e tem uma bela vista do vale e do rio. Gostaria de ter feito esse tour. Fui só na lojinha e visitei a área externa. A Quinta do Bonfim e a Quinta do Pôpa ficam bem próximas da Quinta do Seixo. Para acessar o site clique aqui.

 

  • Quinta do Vallado – essa quinta fica próxima ao centrinho de Peso da Régua e também funciona como pousada. Não tem restaurante aberto ao público e a visita guiada deve ser agendada com antecedência (custa 17,00 euros por pessoa e inclui degustação de 6 vinhos). A vista da quinta não é tãoooo bonita porque fica meio longe do rio, só faria essa visita se tiver muito tempo sobrando. Já a pousada parece ser bem bacana e charmosa.

 

  •  Quinta do Portal – não chegamos a conhecer essa quinta, mas me disseram que o almoço lá é muito bom e a que a quinta também tem um visual lindo. O almoço custa 40,00 euros por pessoa e deve ser reservado com antecedência. Para acessar o site clique aqui.

 

As minhas quintas preferidas

A minha opinião você não pode deixar de visitar :

Quinta do Crasto (almoço com visita guiada), Quinta do Pôpa (piquenique com visita guiada), Quinta do Bonfim (piquenique, caminhadas nas vinhas ou beber um vinho no terraço do bar), Quinta Nova Nossa Senhora do Carmo (almoço ou até mesmo só a visita guiada para conhecer o local que é lindo!), Quinta da Pacheca (almoço ou jantar), Quinta do Seixo (visita guiada).

A caminho da Quinta do Crasto

Sugestão de roteiro de 3 dias

  • Dia 1Quinta do Bomfim, Quinta do Crasto (almoço com visita guiada), Quinta Nova Nossa Senhora do Carmo (visita guiada). Jantar no Castas & Pratos (em Peso da Régua).

 

  • Dia 2Quinta do Seixo (visita guiada), Quinta do Pôpa (piquenique com visita guiada). Jantar no restaurante DOC (entre Peso da Régua e Pinhão). Obs: Também dá pra fazer a Quinta do Bomfim nesse dia, pois fica a apenas 10 minutos de carro da Quinta do Seixo.

 

  • Dia 3 – Conhecer o Museu do Vinho em Peso da Régua. Passeio de barco no Douro. Almoço na Quinta da Pacheca. Visita guiada na Quinta do Vallado.

 

Vista nos arredores de Mesão Frio

 

Minhas impressões

A região do Vale do Douro é belíssima! As vias são estreitas e sinuosas e a cada curva a gente se depara com belos visuais. Particularmente, achei essa viagem bem mais interessante para quem curte enoturismo do que a Toscana. O Douro oferece mais opções de programas bacanas aos turistas como almoços ao ar livre, piquenique no meio de vinhas, visitas guiadas interessantes, caminhadas pelos vinhedos, passeio de barco pelo rio etc.

Para quem curte comer e beber bem esse é o lugar!

Caminhada pelos vinhedos na Quinta do Bomfim

Gostou das nossas dicas ? Então, aproveite para efetuar suas reservas pelos links indicados, ainda que você escolha outro hotel. Reserve o aluguel do carro, contrate o seu seguro saúde e o chip de internet usando os nossos links. Nós ganhamos uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso. Obrigada! Só assim conseguimos manter o blog no ar!

 

Matérias relacionadas

As matérias abaixo com link em azul já estão disponíveis para leitura. As demais vou publicar aos pouquinhos!

 

Planeje a sua viagem:

Se você gosta das nossas dicas, nos ajude a manter o blog fazendo as reservas pelos links indicados. Recebemos uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso!
  • Booking.com - confesso que minha vida de viajante mudou depois da criação do Booking.com. Acho sensacional, sou fã de carteirinha! Todas as ferramentas do site são excelentes e sempre que tive qualquer tipo de problema fui prontamente atendida pelos funcionários (existe a opção de atendentes que falam português, o que é ótimo!). Nunca tive problema de chegar em um hotel e a minha reserva não estar lá (mas fechando direto com os hotéis isso já aconteceu). Clicando aqui você pode fazer suas reservas diretamente pelo nosso blog sem custos adicionais.
 
  • Hotéis.com - você também pode fazer sua reserva de hotéis pelo Hoteis.com. A vantagem é o parcelamento em até 12x sem juros.
 
  • O seguro de viagem é um dos itens mais importantes da viagem! Eu não viajo sem! Ninguém está livre de ficar doente ou sofrer um acidente durante as férias. Imagine quanto isso pode custar em um país como Suíça, Eua ou Noruega? Além disso, o seguro é obrigatório nos países membros da Comunidade Européia (Tratado de Schengen). Aqui no blog você pode fazer a sua cotação pela Seguros Promo que possui várias seguradoras conveniadas. A vantagem é fazer a cotação on-line, ou seja em apenas um clique, você compara o custo x benefício das melhores seguradoras do mercado. A contratação é on-line e você recebe a apólice por email. É possível parcelar em até 12x sem juros no cartão de crédito (parcela mínima de 40,00 reais).Para fazer sua cotação clique AQUI e insira os dados solicitados (destino, período da viagem, nome, email e telefone). Logo em seguida vai aparecer uma lista com todas as seguradoras e os valores cobrados. Leitores do blog tem 5% de desconto - basta inserir o código LOUCOSPORVIAGEM5.
 
  • Rentalcars.com - nós fazemos muitas road trips e esse site é espetacular!! É muito fácil efetuar uma reserva (e também cancelar, caso necessário) e sempre encontramos os melhores preços. O site compila todas as grandes companhias de aluguel de carro (Hertz, Avis, Budget etc) e também locadoras locais. Você pode fazer a sua reserva aqui no blog também por esse link sem custos adicionais.
 
  • Chip de internet no exterior - Graças ao chip de celular da EasySim4u nós estamos sempre conectados durante todas as nossas viagens internacionais. Eu recebo o chip em casa pelos correios e no avião já coloco no celular. Muito prático!!!! Quando chego no destino só preciso ligar o celular e pronto! A internet já começa a funcionar. Acho muito melhor do que desembarcar no destino e ainda ter que procurar por um chip. Já usei o chip da Easysim4u em vários países : Itália, Espanha, Suíça, Áustria etc. Para saber mais sobre como comprar e como funciona o chip clique AQUI para ler a matéria onde expliquei tudo. O plano para Europa é o DATA PLAN com SIM na opção de roaming 140 países. Os planos para países fora dos EUA e Canadá são apenas de DADOS, ou seja, não tem nem ligações e nem SMS. Para adquirir, basta acessar o site clicando em : EasySim4u.
 
  • Ingressos - Reserve seus ingressos para as principais atrações turísticas do mundo todo com antecedência e evite filas. A GetYourGuide é a maior plataforma online do mundo para reservas de excursões e atrações turísticas. Para acessar o site clique AQUI.
Fabi Gama
Fabi Gama: Carioca, taurina, casada, 39 anos, advogada, louca por viagem, fotografia, chocolate e pela Grécia. Conhece o calendário de feriados de cor e salteado! Já carimbou seu passaporte em mais de 50 países e pretende conhecer muitos outros! Acompanhe as aventuras pelo instagram @loucosporviagem.
Gostou? Compartilhe!
  • Print Friendly, PDF & Email
  1. Oi Fabi,
    td bem?
    Adoro o seu site e sempre que tento seguir vcs no Instagram aparece como se o perfil não estivesse disponível… Houve algum problema técnico?
    bj

    Responder
    • Oi Elisa, que estranho! Está tudo ok com o insta! Tenta mais uma vez! É LOUCOS Por VIAGEM beijocas

      Responder
  2. Oi, Fabi. Tudo bem? 🙂

    Seu post foi selecionado para o #linkódromo, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Bóia – Natalie

    Responder
  3. Olá vocês foram de carro do Porto ao Douro, e para visita nas vinicolas vocês contrataram algum transfer? Estamos indo no final de novembro e estamos preocupados em não conseguir aproveitar ao passeio já que bebida e direção não combinam. Adoraria ter seus comentários. Obrigada Cinthia – Curitiba

    Responder
    • Fizemos tudo de carro e claro quem estava dirigindo acaba bebendo menos! Mas não quisemos contratar transfer. bjs

      Responder
  4. Daniela

    Boa noite,

    Estarei visitando a cidade do Porto em setembro e gostaria de fazer uma visita em uma das Quintas, entre a Quinta do Pòpa e a Quinta do Bomfin qual vc gostou mais e recomenda?

    Responder
  5. Daniela

    Boa noite, irei para a cidade do Porto em setembro, e terei tempo de visitar apenas uma quinta, entre as Quintas do Bomfim e Quinta do Pôpa qual vc gostou mais e indica?

    Responder
    • Oi Daniela! Gostei muito das duas! mas acho que iria na do Pôpa se tivesse que escolher so uma. beijocas

      Responder
Deixe seu comentário: