A rota dos Pueblos Blancos, Andaluzia

Em 01/02/2016 por Fabi Gama

A partir da cidade de Jerez de la Frontera seguimos até Ronda percorrendo a rota dos Pueblos Blancos.

Nossa primeira base foi na cidade de Málaga. De lá fizemos bate e volta pra Marbella e Frigiliana e trilhamos pelo imperdível Caminito del Rey. Nossa segunda base foi na cidade de Córdoba (fiquei encantada com a Mesquita Catedral) e, de lá, seguimos 1h30 de carro para nossa terceira base nessa viagem : Sevilha. De Sevilha seguimos por 1 hora de carro até a cidade de  Jerez de la Frontera onde ficamos por duas noites, conhecemos a produção do vinho xerez nas bodegas locais e fizemos bate e volta até a bela cidade litorânea de Cádiz.

Para acessar nosso roteiro completo e todas as dicas que você precisa saber para explorar bem essa região, clique no Post 1 – Andaluzia – Roteiro Completo.

A Rota dos Pueblos Blancos

Uma das imagens clássicas da região da Andaluzia é a dos Pueblos Blancos – vilarejos de montanha com casas caiadas no estilo mouro tradicional.

É possível percorrer essa rota de várias formas diferentes, já que existem inúmeros povoados.

Nós só tínhamos um dia para fazer esse trajeto, por isso, tive que escolher os que achei mais interessantes depois de ler bastante sobre a região.

Algumas considerações :

  • Se eu tivesse tempo, dividiria esse trajeto em dois dias, fazendo base em Ronda. Ou seja, no primeiro dia pararia nas vilas mais próximas de Arcos de la Frontera, seguiria até Ronda (onde ficaria por duas noites). No dia seguinte, exploraria os vilarejos mais próximos de Ronda.
  • Mas, por outro lado, tenha em mente que essas cidades são muito pequenas, não têm grandes atrativos, então, se você der um pique e não se importar com o cansaço, vale a pena tentar percorrê-las em um só dia.

 

Tempo e Distância

De Jerez de la Frontera até Ronda, se tivéssemos feito esse percurso sem parar nos Pueblos Blancos, seriam cerca de 120 km.

Mas passando (e parando) pelos povoados dá bem mais que isso – aproximadamente 250 km .

De um vilarejo para o outro dá uma média de meia hora de estrada.

É fundamental começar esse roteiro bem cedo (sair do hotel, no máximo, às 9h), pelo menos quem vai no inverno (nesse período escurece por volta das 18h30).

Chegamos em Ronda às 17h. Foi o dia mais cansativo da viagem.

A nossa rota

Esse foi o nosso percurso :

Jerez de la Frontera – Arcos de la Frontera – Ubrique (só foto) – Villaluenga del Rosário (só foto) –  Grazalema – Zahara de lá Sierra (só foto) – Olvera – Setenil de las Bodegas (*) – Ronda.

Entre Arcos de la Frontera e Ubrique vimos El Bosque, mas não achei muito bonita.

(*) No final desse dia já estávamos muito cansados e, por isso, visitamos Setenil de las Bodegas no dia seguinte, depois de explorarmos Ronda e antes de seguirmos para Granada.

Outro povoado que (de longe) me pareceu interessante, mas não tivemos tempo para visitar, foi El Gastor.

O Castillo de Olvera, de onde se tem uma bela vista da cidade e da igreja, estava fechado, o que acabou prejudicando a nossa visita.

Todas as cidades que visitamos estavam enfeitadas para as festas de fim de ano.

Resumindo, achei que vale a pena parar em Arcos de la Frontera, Grazalema, Olvera e Setenil de las Bodegas. Gostaria de ter ficado mais tempo em Zahara de la Sierra. Nas demais, parada apenas para foto é suficiente.

Arcos de la Frontera

Uma curiosidade : o termo “Frontera” que aparece no nome de algumas cidades refere-se ao fato de que esta era antes a fronteira entre os reinos cristão e muçulmano.

Arcos de la Frontera fica no alto de um monte, com uma bela vista do vale do rio Guadalete. É uma cidade caiada típica da região. Tem uma arquitetura gótica, mudéjar e renascentista.

Para chegar até o castelo no topo do monte, é preciso passar por várias ruelas, que mais parecem um labirinto.

Não deixe de ir até o Mirador de Abades e de visitar a Iglesia de Santa Maria de la Asunción, na Plaza del Cabildo, onde também há um mirante com belas vistas do vale.

Há um estacionamento com poucas vagas na Plaza del Cabildo. Outra opção é estacionar na parte baixa da cidade e caminhar até o centro histórico.

Logo na entrada do centro histórico há uma oficina de turismo. Passe lá para pegar um mapa e tirar as dúvidas.

Há um hotel da rede Parador na cidade, o Parador de Arcos de la Frontera. Durante essa viagem tivemos a oportunidade de nos hospedar em dois hotéis dessa rede – Ronda e Córdoba – e adoramos. São hotéis super charmosos e aconchegantes.

DSC_3005

DSC_3010

DSC_2994

DSC_2978

DSC_2985

DSC_2990

DSC_2976

DSC_2973

DSC_2960

DSC_2968

Ubrique

Só paramos no mirante para tirar foto.

DSC_3034

DSC_3041

DSC_3029

Grazalema

A cidade de Grazalema fica no centro do Parque Natural de la Sierra de Grazalema.

Na vila há vários mirantes com vistas para as montanhas verdes e para o vale.

Há um oficina de turismo no local e várias opções de estacionamento.

DSC_3055

DSC_3061

DSC_3071

DSC_3072

DSC_3080

DSC_3083

DSC_3093

DSC_3109

DSC_3107

DSC_3103

Zahara de la Sierra

O vilarejo fica em um monte com as ruínas de um castelo situado no seu cume, de onde pode-se apreciar vistas da vila e do lago artificial formado pela represa. Fizemos uma parada muito rápida nessa cidade só para foto, gostaria de ter explorado mais a área.

DSC_3133

DSC_3130

DSC_3123

DSC_3115

Olvera

Vale a pena visitar o Castillo de Olvera, de onde se tem uma bela vista da cidade e da Iglesia de la Encarnación.

Passamos pela cidade no horário da “siesta” e, por isso, não conseguimos visitar o castelo.

DSC_3139

DSC_3141

DSC_3143

DSC_3147

Setenil de las Bodegas

Esse vilarejo fica bem perto de Ronda, a cerca de 18 km. Várias de suas ruas são escavadas na encosta de uma rocha vulcânica formada pelo rio Tajo. Também há ruínas de um castelo mouro na cidade.

Desde o século 15 a cidade produzia vinhos (daí o nome), mas na década de 1860 uma praga destruiu os vinhedos. Hoje em dia a cidade vive da produção de azeitonas e amêndoas.

Achei esse vilarejo um charme!

DSC_3532

DSC_3511

DSC_3524

DSC_3533

DSC_3548

DSC_3550

DSC_3553

DSC_3569

Segurança

Como eu contei no Post 1, é  preciso tomar cuidado ao viajar de carro pela Espanha, nunca deixar nada a mostra dentro do carro (nada nada! nem mesmo um casaco!). Mantenha sempre tudo dentro do porta-malas e dê preferência por estacionamentos públicos fechados. Mas mesmo nesse tipo de estacionamento vimos cartazes falando sobre não deixar nada a mostra dentro do carro. Nós evitamos ao máximo fazer paradas entre um hotel e outro, ou seja, parar o carro na rua com nossas bagagens no porta mala. Isso porque existem “gangues” no sul da Europa especializados em “limpar” as malas dos carros, especialmente na Espanha, França e Portugal. O único dia, em toda a viagem, que tivemos que parar o carro com nossas bagagens dentro foi no dia da rota dos Pueblos Blancos. Nesse dia não teve jeito. Mas acaba sendo um dia desconfortável para mim. Fico tensa. Já passei por duas péssimas experiências em 2009 na Europa (uma em Palma de Mallorca na Espanha e outra no Algarve em Portugal). Outro dia eu conto para vocês.

No final do dia, dormimos na encantadora cidade de Ronda (uma das mais bonitas desse roteiro) e, no dia seguinte, depois de explorarmos a cidade, seguimos para Granada e Sierra Nevada.

 

Posts relacionados à Andaluzia: 

Planeje a sua viagem:

Se você gosta das nossas dicas, nos ajude a manter o blog fazendo as reservas pelos links indicados. Recebemos uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso!
  • Booking.com - confesso que minha vida de viajante mudou depois da criação do Booking.com. Acho sensacional, sou fã de carteirinha! Todas as ferramentas do site são excelentes e sempre que tive qualquer tipo de problema fui prontamente atendida pelos funcionários (existe a opção de atendentes que falam português, o que é ótimo!). Nunca tive problema de chegar em um hotel e a minha reserva não estar lá (mas fechando direto com os hotéis isso já aconteceu). Clicando aqui você pode fazer suas reservas diretamente pelo nosso blog sem custos adicionais.
 
  • Hotéis.com - você também pode fazer sua reserva de hotéis pelo Hoteis.com. A vantagem é o parcelamento em até 12x sem juros.
 
  • O seguro de viagem é um dos itens mais importantes da viagem! Eu não viajo sem! Ninguém está livre de ficar doente ou sofrer um acidente durante as férias. Imagine quanto isso pode custar em um país como Suíça, Eua ou Noruega? Além disso, o seguro é obrigatório nos países membros da Comunidade Européia (Tratado de Schengen). Aqui no blog você pode fazer a sua cotação pela Seguros Promo que possui várias seguradoras conveniadas. A vantagem é fazer a cotação on-line, ou seja em apenas um clique, você compara o custo x benefício das melhores seguradoras do mercado. A contratação é on-line e você recebe a apólice por email. É possível parcelar em até 12x sem juros no cartão de crédito (parcela mínima de 40,00 reais).Para fazer sua cotação clique AQUI e insira os dados solicitados (destino, período da viagem, nome, email e telefone). Logo em seguida vai aparecer uma lista com todas as seguradoras e os valores cobrados. Leitores do blog tem 5% de desconto - basta inserir o código LOUCOSPORVIAGEM5.
 
  • Rentalcars.com - nós fazemos muitas road trips e esse site é espetacular!! É muito fácil efetuar uma reserva (e também cancelar, caso necessário) e sempre encontramos os melhores preços. O site compila todas as grandes companhias de aluguel de carro (Hertz, Avis, Budget etc) e também locadoras locais. Você pode fazer a sua reserva aqui no blog também por esse link sem custos adicionais.
 
  • Chip de internet no exterior - Graças ao chip de celular da EasySim4u nós estamos sempre conectados durante todas as nossas viagens internacionais. Eu recebo o chip em casa pelos correios e no avião já coloco no celular. Muito prático!!!! Quando chego no destino só preciso ligar o celular e pronto! A internet já começa a funcionar. Acho muito melhor do que desembarcar no destino e ainda ter que procurar por um chip. Já usei o chip da Easysim4u em vários países : Itália, Espanha, Suíça, Áustria etc. Para saber mais sobre como comprar e como funciona o chip clique AQUI para ler a matéria onde expliquei tudo. O plano para Europa é o DATA PLAN com SIM na opção de roaming 140 países. Os planos para países fora dos EUA e Canadá são apenas de DADOS, ou seja, não tem nem ligações e nem SMS. Para adquirir, basta acessar o site clicando em : EasySim4u.
 
  • Ingressos - Reserve seus ingressos para as principais atrações turísticas do mundo todo com antecedência e evite filas. A GetYourGuide é a maior plataforma online do mundo para reservas de excursões e atrações turísticas. Para acessar o site clique AQUI.
Fabi Gama
Fabi Gama: Carioca, taurina, casada, 39 anos, advogada, louca por viagem, fotografia, chocolate e pela Grécia. Conhece o calendário de feriados de cor e salteado! Já carimbou seu passaporte em mais de 50 países e pretende conhecer muitos outros! Acompanhe as aventuras pelo instagram @loucosporviagem.
Gostou? Compartilhe!
  • Print Friendly, PDF & Email
  1. Ivina

    Estamos indo em setembro de Barcelona até Sevilha de carro, passando por Valencia, granada e Málaga
    Com esse post de vcs ficamos com vontade de mudar o roteiro e conhecer Andaluzia
    O que vcs acham ? Qual roteiro faríamos para sair de Barcelona e ir até Andaluzia ?

    Responder
    • Oi Ivina! Não sei! Só estudando para ver qual seria o melhor roteiro nesse caso… Nós temos o serviço de roteiro personalizado aqui no blog, mas como sua viagem está muito próxima eu não posso fazer… se quiser mais informações pode mandar email para contato@loucosporviagem.com

      Responder
    • Débora

      Fiquei super curiosa se o destino da IVINA deu certo? Voltarei a Barcelona onde morei muitos anos em abril proximo e queremos ir para o sul. Nunca tinha pensado em descer de carro. Pensei em um voo pra ganhar tempo de depois pegar carro por lá.
      Quantos dia vc acha que são necessários para fazer Sevilla, Cádiz, Granada e pegar praia em algum lugar ( que não precisa ser marbella)?
      Obrigada!

      Responder
      • Oi Débora! Eu acho que pra fazer o roteiro que vc citou, vc precisa de pelo menos 7 dias. Mas não sei se em abril vc já consegue pegar praia… o mar deve estar bem gelado ainda… beijos

        Responder
  2. gisele

    Olá Fabi!
    Adorei o relato.
    O que você achou das estradas entre Ronda e este local?
    Estou indo em outubro sozinha (terei poucos dias, pois, o foco é o Marrocos) e não sou muito fã de alugar carro sozinha, mas me parece que sem carro é meio complicado 🙁

    Responder
    • Oi Gisele! As estradas são otimas na Espanha! Eu tb acho ruim alugar carro sozinha, mas para fazer esse roteiro é a melhor opção sim. bjs

      Responder
  3. Bruno

    Olá Fabi, parabéns pelo blog. Achei excelente as informações que aqui encontrei. Estou indo em janeiro com dois amigos para a Andaluzia e gostaria de fazer a Rota dos Pueblos Blancos. Meu uncio receio está sendo a possibilidade de neve em algum trecho da rota, pois vi que passa por serra. Nunca dirigi em neve ou gelo e nao gostaria desse contratempo. Vc poderia me ajudar com alguma informaçao sobre isso? Muitissimo obrigado!

    Responder
    • Oi Bruno!! Que bom que gosta do blog! Obrigada! Então, nós fizemos essa viagem entre final de dezembro e início de janeiro e não tivemos problema nenhum com neve nas estradas dos Pueblos. Ao alugar o carro vc pode se informar na locadora sobre a necessidade de kit de inverno que inclui pneus de neve. Mas acredito que não haja necessidade. bjs

      Responder
      • Bruno

        Obrigado pela rápida resposta, Fabi. Irei exatamente no inicio de janeiro. Vou deixar em aberto e verificar isso quando chegar la. Se houver previsao de neve, desisto de fazer a rota de carro. Um abraço, e continue a nos brindar com suas dicas valiosas e fotos inspiradoras!

        Responder
        • Boa viagem e obrigada pelo carinho! Qdo voltar passa aqui de novo para dizer como foi! bjs

          Responder
  4. Thais

    Olá Fabi!
    Vou a Andaluzia em fevereiro e seu blog tem ajudado bastante.
    Você reservou os hotéis com antecedência ?
    Queria deixar reservado em Granada e Sevilla, mas estou com dificuldades em definir a pernoite do caminho, pois depende de tantos fatores que surgirão no momento… O que você acha?

    Responder
    • Oi Thais! Eu SEMPRE viajo com tudo reservado! Na época que eu fui (festas de fim de ano) estava tudo lotado. Cuidado pq durante o carnaval tb eh feriado por la e eles costumam viajar bastante. bjs

      Responder
  5. Andre sant ana

    Vou fazer Andaluzia em janeiro e seguir exatamente seus passos, com algumas sugestões de modificações suas. Em qual dessas cidades você acha q vale pernoitar para dividir esse trajeto ?

    Responder
    • Oi Andre, esses pueblos são muito pequenininhos… acho melhor dormir em Ronda mesmo como eu fiz. bjs

      Responder
Deixe seu comentário: