Um final de semana em Bento Gonçalves

Em 06/09/2017 por Fabi Gama

No último final de semana do mês de agosto/17 voltamos a Bento Gonçalves no Rio Grande do Sul após 12 anos com o objetivo de conhecer um pouco mais as vinícolas do Vale do Vinhedo.

Uma viagem deliciosa para quem curte comer e beber bem. Há vários ótimos restaurantes e as visitas às vinícolas também valem muito a pena! Foi uma grata surpresa ver como o turismo da região está bem preparado para receber visitantes.

Infelizmente nosso tempo era curto! Foram apenas dois dias, mas dá para ficar até uns 5/7 dias, pois há muitas opções de passeios e caves.

Existem muuuuitas vinícolas na região, por isso pesquisei e escolhi as que mais me interessavam.

Nessa matéria vou dar as dicas gerais de como planejar uma viagem para o Vale dos Vinhedos.

Rota “Caminhos de Pedra” e seus pontos charmosos

Caminhos de Pedra

Rota “Caminhos de Pedra”

Como chegar

Alugamos um carro no aeroporto de Porto Alegre e dirigimos cerca de 115 km/1h30 até Bento Gonçalves. A estrada é boa e só há cobrança de pedágio na volta.

Para fazer a cotação do aluguel do carro recomendamos o site RentalCars. É muito fácil efetuar uma reserva (e também cancelar, caso necessário) e sempre encontramos os melhores preços. O site compila todas as grandes companhias de aluguel de carro (Hertz, Avis, Budget etc). Já faz um tempo que só alugamos carro por meio dessa ferramenta. Você pode fazer a sua reserva aqui no blog também por esse link sem custos adicionais.

É essencial estar de carro para explorar melhor os atrativos da região.

Vista da nossa suíte no hotel Spa do Vinho

Nosso roteiro

  • Sexta-feira – Voo Rio/Porto Alegre (1h40). Chegada no aeroporto de Porto Alegre. Seguimos por 1h30 até o hotel Spa do Vinho que fica no Vale dos Vinhedos em Bento Gonçalves. Check-in no hotel. Jantar no restaurante Leopoldina dentro do Spa do Vinho.

 

  • Sábado – após um delicioso café da manhã seguimos de carro até a rota turística “Caminhos de Pedra” a cerca de 20 minutos do hotel. Fizemos as seguintes paradas : visita a Casa da Ovelha, Casa Erva Matte, Casa das Cucas, almoço na Casa Vanni, visita à Cave Geisse e depois à vinícola San Giovanni. Retornamos ao hotel para curtir o Pôr do sol. Drink no bar do hotel com direito a piano ao vivo. Jantar no restaurante Leopoldina dentro do Spa do Vinho.

 

  • Domingo – tiramos o dia para explorar o Vale dos Vinhedos: visita à belíssima e moderna vinícola Almaúnica, Lidio Carraro (excelente!), Casa Valduga (tentamos almoçar no restaurante mas como era rodízio de massa e não estávamos com tanta fome acabamos seguindo para o bar/restaurante Leopoldina Jardin que pertence a Casa Valduga, mas que serve apenas bebidas e petiscos), visita guiada na Miolo, drink no Wine Gardens Miolo. No fim do dia voltamos para Porto Alegre. Jantamos no Madero do Shopping Iguatemi e dormimos no hotel Ibis próximo ao aeroporto de Porto Alegre. Para reservar clique aqui.

 

  • Segunda-feira – voo para o Rio às 6h.

 

vinícola Almaúnica

Vinhos da Almaúnica

 

Onde se hospedar

Nos hospedamos, a convite, no melhor hotel do Vale dos Vinhedos. O Spa do Vinho fica bem em frente a Miolo e pertinho de várias outras vinícolas como Lidio Carraro e Almaúnica. O hotel tem uma excelente estrutura (spa, piscinas aquecidas, academia, restaurantes) além de uma programação diária de atividades (caminhadas, harmonização de vinhos ao pôr do sol, drinks no piano bar etc). O café da manhã é bem variado e gostoso. O hotel é bem tradicional e tem uma decoração “de época”, parece que estamos em um castelo na Itália. O Spa do Vinho tem ótima estrutura para quem viaja com crianças. Para reservar clique aqui.

Vinhedos ao redor do Hotel Spa do Vinho

Melhor época

Bento Gonçalves e a região do Vale dos Vinhedos podem ser visitados o ano inteiro. A maior procura é nos feriados e durante as férias de julho. Claro que o período do inverno é uma delícia para visitar essa região, já que o frio combina com comer e beber bem, mas é no verão que os parreirais ficam mais bonitos! A colheita ocorre entre janeiro e março. A partir do final de dezembro os parreirais estão carregados de uvas. Inclusive na época da colheita os hóspedes do Spa do Vinho podem colher uvas nos vinhedos que ficam no entorno do hotel e que pertencem a vinícola Miolo.

Jardins da Cave Geisse

Quanto tempo

O ideal para curtir a região com calma seria de 4 a 5 dias. Mas se você só tem um final de semana, ou um feriadinho prolongado de 3 dias já vale a pena! Não dá para entrar na paranóia de querer conhecer todas as vinícolas e todos os restaurantes, por isso vale a pena pesquisar e escolher os seus preferidos.

Vinícola Miolo

Degustação na Vinícola Miolo

Vinícolas

Vou preparar uma matéria com todas as informações das melhores vinícolas da região – como visitar, horário, preços etc. Sai em breve!

vinicola almaunica

Vinícola (boutique) Almaúnica

Cave Geisse

Entrada da Cave Geisse

Lidio Carraro

Degustação na Lidio Carraro : imperdível!

Restaurantes

Como a listinha de bons restaurantes nessa região é muito grande, vou fazer uma matéria específica com essas dicas. Aguardem!

Casa Vanni

Restaurante Casa Vanni

Casa Vanni

Almoço na Casa Vanni

Visita à Casa da Ovelha

Nossa primeira parada ao longo da rota turística “Caminhos de Pedra” em Bento Gonçalves foi na Casa da Ovelha. Programa imperdível (especialmente para quem viaja com crianças). Eu amo os iogurtes e queijos da Casa da Ovelha. Todos os produtos não possuem glutén nem lactose (exceto o doce de leite, que por sinal é delicioso). A visita custa 50,00 reais para adultos / 25,00 reais para crianças entre 6 e 11 anos (gratuita até 5 anos) e inclui uma programação super bacana com cerca de 3h de atividades + degustação de alguns produtos. A programação inclui : amamentação dos cordeiros, pastoreio com os cães Border Collie (muito bacana ouvir toda a explicação e ver como os cães fazem a movimentação das ovelhas sem estressá-las), alimentação de ovelhas (muito legal!), ver o grande rebanho passar etc.

Para mais informações acesse o site oficial aqui.

Público alvo

É um destino perfeito para quem gosta de comer e beber bem. Vale a pena fazer essa viagem a dois, em família ou com casais de amigos (acho que fica até mais divertida em grupo!).

vinícola Almaúnica

Jardins da vinícola Almaúnica

Daqui pra onde

Se você tem mais tempo, vale a pena conjugar Bento Gonçalves com Gramado ou com a belíssima região dos Cânions que fica na divisa entre Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Já estivemos lá três vezes e amamos aquele lugar! Você pode ler todas as dicas sobre os passeios e onde se hospedar clicando em aqui.

Outra dica é fazer um bate e volta a partir de Bento Gonçalves até Flores da Cunha (1h de distância) para conhecer a super moderna vinícola Luiz Argenta. Vale a pena reservar o almoço no restaurante.

Distâncias a partir de Bento Gonçalves:

  • Flores da Cunha – 1h/63 km
  • Gramado – 2h / 120km
  • Cambará do Sul/RS (parte de cima dos Cânions) – 2h45/190km
  • Praia Grande/SC (parte debaixo dos Cânions) – 3h45/275km

 

Cânion Itaimbezinho

Cânion Itaimbezinho

Cânion Fortaleza

Cânion Fortaleza

 

Matérias relacionadas :

 

Fabi Gama
Fabi Gama: Carioca, taurina, casada, 37 anos, advogada, louca por viagem, fotografia, chocolate e pela Grécia. Conhece o calendário de feriados de cor e salteado! Já carimbou seu passaporte em 50 países e pretende conhecer muitos outros! Acompanhe as aventuras pelo instagram e snapchat @loucosporviagem.
Gostou? Compartilhe!
  • Print Friendly, PDF & Email
Deixe seu comentário: