Malta – Dicas e Roteiro Completo

Em 28/07/2015 por Fabi Gama

Como eu mencionei nos posts sobre a ilha de Malta no nosso instagram @LoucosPorViagem durante a nossa passagem pelo país, por falta de tempo, optamos por focar nas suas belezas naturais, embora Malta também tenha belíssimas cidades históricas muito conservadas. Nossa estadia no país foi muito curtinha e eu fiquei com gostinho de quero mais! Ficamos apenas três noites, em pleno verão europeu, quando a ilha está ainda mais vibrante!

Para ler nosso roteiro completo pelo sul da Itália (Sicília, Lampedusa, Favignana, Tropea) e Malta clique em Introdução ao roteiro da Sicília e Malta. Esse é o post 5.

 

 

Localização

Malta é um arquipélago formado pelas ilhas de Malta, Gozo e Comino, banhadas pelo mar Mediterrâneo. O país está localizado entre a costa do sul da Itália, próximo à Sicília, e o nordeste da Tunísia, na África. Malta é membro da União Europeia desde 1 de maio de 2004, e é o menor país da União em termos de população e área.

ea30b619f3eb08c254b9a6bb48ac9039

73dd10881031bcb6e1d44dc4a412aaa0

Fonte : http://www.worldatlas.com/

 

Como chegar

Existem muitos voos diários saindo de várias capitais européias até a ilha de Malta, especialmente na alta temporada (verão). Eu uso o excelente site  FlyLC.com para descobrir qual cia aérea low cost opera no trecho que eu preciso. Basta inserir a cidade de partida e a cidade de chegada e o site te informa a lista das cias aéreas que voam no trecho desejado. Fique sempre atento às regras de bagagem de cada uma das companhias, pois em muitos casos é preciso pagar pelo despacho de mala (algumas aceitam mala de 15kg, outras 20kg e por aí vai). Confira com cuidado também as dimensões e peso permitido da bagagem de mão.

 

Nós estávamos na Sicília e voamos a partir de Catânia, aeroporto mais próximo de Taormina, para Malta pela cia aérea Air Malta. O voo dura apenas 25 minutos e a passagem é bem barata. Deixamos Malta em um voo da RyanAir até Trapani, aeroporto na Sicília (cerca de 30 minutos de voo).

Também existe a opção de ferry entre  Sicília e Malta. A travessia dura cerca de 1h30. Para ver os horários clique em  VirtuFerries.

 

Idioma

O idioma oficial é o maltês, juntamente com o inglês, o idioma falado por todos na ilha (inclusive muitos brasileiros fazem Intercâmbio em Malta). Malta tornou-se independente do Reino Unido em 1964, mas só se tornou República dez anos depois.

 

Moeda

Malta adota o euro como moeda.

 

Como se locomover

Como chegamos tarde em Malta e a direção lá adota o sistema de mão inglesa, optei por contratar um transfer com o nosso hotel (Hotel Valentina) para nos pegar no aeroporto. O carro para nós dois com  as malas incluídas custou 17,00 euros. O aeroporto fica a cerca de 10/15 minutos de St. Julian`s, local onde nos hospedamos.

 

No dia seguinte,  pegamos o carro alugado pelo site da RentalCars  na locadora Thrifty que fica dentro do Hotel Westin, bem pertinho do Hotel Valentina.

Nosso primeiro dia em Malta foi um pouco confuso porque optamos por alugar um carro mesmo sendo mão inglesa. Até que isso meu marido tirou de letra. O maior perrengue ficou por conta do GPS – o nosso não incluía o mapa de Malta. Ou seja, tivemos que nos virar a moda antiga: lendo mapa impresso! Embora a ilha seja pequena, há muitas cidades, ruas, estradas e rotatórias. De um modo geral achei a ilha bem sinalizada. O nosso primeiro dia foi bem confuso, mas a partir do segundo já foi melhor. Mas eu li que dá para fazer tudo de transporte público. Há muitas linhas de bus.

Nós não utilizamos o transporte público de Malta, mas li vários elogios a respeito. A frota de bus foi renovada em 2011, é nova e confortável e cobre praticamanente todos os pontos turísticos da ilha. No site www.publictransport.com.mt vocês podem checar todas as rotas disponíveis, horários, preços e tipos de passes de acordo com a sua necessidade. O passe válido por 7 dias com número ilimitado de viagens custa 21,00 euros (crianças com menos de 4 anos não pagam e de 4 a 10 anos pagam 15,00 euros). Hoje em dia o passe é válido para o transporte público de Malta e de Gozo. O passe anterior não era válido em Gozo. O valor do ticket individual no próprio bus é de 2,00 euros. Existe a opção de um passe que inclui 12 passagens de bus a 15,00 euros. A multa para quem não comprar os bilhetes é de 50,00 euros.

O passe pode ser adquirido em quiosques lacalizados nas estações de bus de Valletta, Bugibba, Malta International Airport, Sliema Ferries, Mater Dei Hospital e no terminal de bus de  Gozo bus (Victoria bus station). Alguns hotéis também vendem o passe de 7 dias.  Mais informações : http://www.maltabybus.com/. Outro site muito bom sobre Malta e que tem as linhas de bus que circulam em cada local é o http://www.malta-info.co.uk/index.html.

No dia do retorno nós devolvemos o carro alugado diretamente na loja do aeroporto.

 

Onde ficar

Nos hospedamos no delicioso e super bem localizado Hotel Valentina na badalada St.Julians. Super recomendo! Para ler a review completa sobre o hotel clique em Hotel Valentina. O hotel tem excelente custo x benefício, é lindo, super novinho e com decoração bem clean, sem falar na piscina de borda infinita no rooftop! O café da manhã (maravilhoso!), estacionamento e o wi-fi já estão incluídos na diária. Para fazer sua reserva sem custo adicional clique em Booking.com/Valentina ou se preferir faça a reserva pelo Hoteis.com.

 

* Se você gosta das nossas dicas, nos ajude a manter o blog fazendo as reservas pelos links acima indicados. Recebemos uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso!

DSC_8903 - Copy

DSC_8934 - Copy

DSC_0222 - Copy

DSC_0224 - Copy

 

Quanto tempo

Nós ficamos apenas 3 dias em Malta. Na verdade, nossa viagem era para o sul da Itália (Sicília e as ilhas próximas), mas tendo em vista a proximidade de Malta (apenas 25 minutos de voo super baratinho) resolvemos incluí-la no nosso roteiro. Eu simplesmente amei e não vejo a hora de voltar com mais tempo para explorá-la com mais calma.

 

Recomendo um mínimo de 5 a 7 dias para conhecer e curtir Malta, especialmente quem visita a ilha no verão, como no nosso caso, já que aí você precisará de mais tempo para explorar as belíssimas praias e baías do arquipélago.

 

Melhor época

A melhor época para visitar qualquer região do Mediterrâneo vai da segunda quinzena maio à primeira quinzena de outubro. Para quem quer praia, sol e verão, os melhores meses são junho e setembro. Evite agosto, mês de altíssima temporada na Europa. As ilhas ficam caras e cheias, mas se você está atrás de badalação, agito e quer curtir os festivais de verão, julho e agosto são os melhores meses.

 

Atrações

O arquipélago de Malta é formado por 3 ilhas: Malta, Gozo e Comino. Nós visitamos pontos das três ilhas. Mas como já falei aqui, por falta de tempo, priorizamos os atrativos naturais e as praias.

 

  • Valletta, Malta – Tivemos muito pouco tempo para explorar Valletta, então, resolvi andar pelas ruas sem me preocupar em bater ponto nas atrações turísticas. A cidade é liiiiiinda, super bem conservada e limpa. Considerada Patrimônio Mundial pela UNESCO. Há vários pontos com vistas incríveis para os portos e cidades próximas. Amei o Barrakka Gardens e a Catedral de St. John (98% da população de Malta é católica). Há vários museus também. A cidadela é cheia de restaurantes charmosos ao ar livre. Vários com música ao vivo. Aproveitamos para jantar por lá, depois do pôr do sol. Valletta fica muito pertinho de St. Julian`s onde nos hospedamos. Há bus ligando as duas. Nós fomos de carro até Valetta. Há um enorme estacionamento bem na entrada da Old Town.

 

DSC_9447

DSC_9434

DSC_9436

DSC_9439

DSC_9485

DSC_9495

DSC_9504

DSC_9415

DSC_9413

DSC_9428

DSC_9422

DSC_9549

DSC_9534

DCIM314GOPRO

DSC_9559

DSC_9564

DSC_9565

Valetta, Malta

DSC_9572

DSC_9574

DSC_9576

  • St. Julian`s, Malta – nos hospedamos em St. Julian`s e eu adorei! A região é super agitada à noite, tem vários restaurantes e muito movimento nas ruas, além de ser uma gracinha! À noite na Spinola Bay tem passeio romântico de “gôndola” (não fizemos, mas vi muitos casais se rendendo rsrs).

DSC_0308 - Copy DSC_0319 - Copy

DSC_0317 - Copy DSC_0252 - Copy

DSC_0257 - Copy

DSC_0273 - Copy

DSC_0237 - Copy

  • Gruta Azul (Blue Grotto), Malta – Vale a pena fazer o passeio de barco até a Gruta Azul. A gruta está localizada perto de Zurrieq, em uma área famosa por suas costas rochosas com cavernas naturais. O passeio é rápido, dura cerca de 25 minutos e custa 8,00 euros. Há estacionamento no local e bares/restaurantes. Basta chegar no portinho e esperar o próximo barquinho. As saídas são frequentes e os barcos pequenos. Depois do passeio demos um tibum em uma parte próxima ao portinho. Na volta, paramos no mirante com lindo visu da Gruta Azul por cima.

 

DCIM313GOPRO

Blue Grotto, Malta

DSC_9185 - Copy

DSC_9128 - Copy

DSC_9127 - Copy

DSC_9106 - Copy

DSC_9066 - Copy

DSC_9061 - Copy

DCIM313GOPRO

DCIM313GOPRO

DCIM313GOPRO

DCIM313GOPRO

DCIM313GOPRO

  • St. Peter’s Pool, Malta – Outro ponto que vale a pena visitar na ilha é a St.Peter’s Pool, pertinho do fofo vilarejo de pescadores Marsaxlokk. A diversão do pessoal é ficar pulando na “piscina natural”. Eu fiquei a bordo da minha bóia mesmo. A maior parte das praias de Malta são de rochas, e não de areia como estamos acostumados. Esse foi o único ponto da ilha em que não vimos sinalização/placa e, por isso, demoramos um pouco para encontrar. Quem vai de bus até Marsaxlokk depois tem que caminhar bastante até St. Peter`s (acho que uma meia hora pelo menos).

 

St.Peter's Pool, Malta

St.Peter’s Pool, Malta

St.Peter's Pool, Malta

DSC_9251 - Copy

DSC_9254 - Copy

DSC_9229 - Copy

DSC_9224 - Copy

DSC_9318

DCIM314GOPRO

DCIM314GOPRO

St.Peter’s Pool, Malta

  • Marsaxlokk, Malta – é um vilarejo de pescadores muito fofo e charmoso, repleto de barquinhos coloridos. O melhor horário para visitar é pela manhã por conta da posição do sol. Chegamos lá de tarde e as fotos acabaram ficando contra o sol. O ideal é conhecer Marsaxlokk aos domingos para ver o Sunday Fish Market. Há vários restaurantes em frente ao portinho.

 

DSC_9389

DSC_9393

DSC_9359

DSC_9346

DSC_9397

DSC_9380

  • Paradise Bay, Malta – a partir de St. Julian`s seguimos de carro por 40 minutos até próximo ao embarque do ferry para Gozo. Ali pertinho fica a Paradise Bay. Há placas indicando. Essa praia é linda e de areia. Dá para tirar umas fotos lindas do alto (a trilha é fácil e rápida).

 

DSC_8974 - Copy

DSC_8981 - Copy

DSC_8993 - Copy

DSC_8999 - Copy

DSC_9011 - Copy

Paradise Bay, Malta

DSC_9010 - Copy

Paradise Bay, Malta

Paradise Bay, Malta

DSC_9041 - Copy

DSC_9024 - Copy

DCIM311GOPRO

DCIM311GOPRO

DCIM311GOPRO

DCIM312GOPRO

DCIM312GOPRO

  • Popeye Village – é um parque temático onde foi gravado o musical em 1980, estrelado por Robin Williams. Hoje é aberto ao público como um museu ao ar livre e complexo de entretenimento familiar. Nós não chegamos a entrar, apenas passamos pelo mirante que fica bem em frente ao parque e paramos para uma fotinho. A Popeye Village fica bem perto da Paradise Bay e do terminal de ferry para Gozo (3 km). É possível fazer passeio de barco pela Anchor Bay. A área próxima à Popeye Village é ótima para assistir ao pôr do sol.

 

DSC_0206 - Copy

  • Mellieha – fica bem perto dessa região do porto da Gozo. Eu vi uma foto no instagram @visitmalta de uma caverna linda que só se chega de barco a partir de Mellieha (clique aqui para ver a foto). Não tivemos tempo, mas fica a dica!

 

  • Azure Window, Gozo –  a partir de St. Julian`s seguimos de carro por 40 minutos até o Porto de Cirkewwa de onde partem os ferries para Gozo. Atravessamos até Gozo com o carro no ferry. Custou 4,65 euros por por pessoa + 15,70 carro com motorista. A travessia leva aproximadamente 20 minutos e os ferries saem com frequência. Com certeza foi o ferry mais organizado que já vi na vida. Várias filas bem demarcadas, fácil de entrar e sair e com estrutura de bar, banheiros, wi-fi. Custou 21,00 euros (2 adultos + carro ida e volta). Chegando no porto de Gozo (Mgarr) seguimos 15 minutos de carro até o outro lado da ilha onde fica a belíssima Azure Window, passando pela cidade de Vitoria. A entrada para a Azure Window é gratuita e há estacionamento no local. O passeio de barco até a “Janela” é bem rapidinho e custa 4,00 euros (nós não fizemos por falta de tempo mesmo). O local rende belas fotos. Eu amei a Azure Window!! Há vários pontos legais para fotos. É possível tomar banho no blue hole e há a opção de mergulho com cilindro. Aqui já foi filmado o primeiro episódio da primeita temporada da série game of Thrones. Por falta de tempo, foi a única atração da ilha de Gozo que visitamos, mas daria para ficar um dia inteiro explorando os outros pontos turísticos da ilha de Gozo. Voltamos para o Porto de Mgarr, em Gozo, onde há um estacionamento gratuito coberto. Estacionamos o carro e pegamos um barco para a Blue Lagoon na ilha de Comino.  obs: Durante a travessia no ferry da ilha de Malta para a ilha de Gozo é preciso estacionar e desocupar o veículo. Não se esqueca de puxar o freio de mão do carro!! Vimos um carro descer a rampa no desembarque porque o segundo andar do estacionamento se move (inclina). ATUALIZAÇÃO : Infelizmente em 08/03/17 a estrutura da Azure Window, após uma forte tempestade, colapsou! Não existe mais nada, desmoronou tudo para dentro do mar. As fotos abaixo ficam como recordação de um lugar incrível que não existe mais! Quando eu visitei Malta em jun/15  já era proibido caminhar sobre a Azure Window, por causa do risco de desmoronamento.

 

DSC_9642

Azure Window, Gozo/ Malta

DSC_9596

DSC_9648

DSC_9659

DSC_9734

DSC_9741

Azure Window, Gozo/ Malta

DSC_9786

Azure Window, Gozo/ Malta

DSC_9807

DCIM315GOPRO

DSC_9848

DSC_9841

DSC_9849

DSC_9857

  • Blue Lagoon, Comino – pegamos um barco no porto de Mgarr em Gozo para a famosa Blue Lagoon na ilha de Comino. O barquinho sai de hora em hora, leva 10 minutos e custa 10,00 euros ida e volta. Em junho o último barco retornava ao porto de Gozo às 18h15. Nós pegamos o barco das 13h para ir e  voltamos no de 18h15. Também é possível pegar barco a partir do terminal de ferry de Cirkewwa em Malta (não é exatamente de onde sai o ferry para Gozo não, mas chegando no de Gozo você verá a sinalização para pegar os barcos para a ilha de Comino). Há várias atividades nessa praia paradisíaca. É possível fazer snorkeling, passeio de barco para as grutas próximas e o que eu mais gostei : as trilhas! A Blue Lagoon fica no meio de dois rochedos, sendo possível ficar de ambos os lados, sendo que só do lado em que o barco te deixa há estrutura de banheiro, bares, salva-vidas, cadeiras e barracas. Nós ficamos um pouco em cada lado e fizemos as caminhadas dos dois lados. Recomendo! Tem cada visual para o mar, grutas, piscinas naturais e rochas deslumbrantes. Só do lado oposto ao que se chega tem areia na praia. Do lado em que o barco atraca é tudo pedra/rcoha. Algumas informações sobre esse paraíso: 1 – cuidado com a correnteza; 2- cuidado com água viva (a presença delas é comum no Mediterrâneo); 3 – reserve um dia inteiro para explorar essa praia e suas trilhas; 4 -recomendo o uso de papete por causa das pedras e também para fazer as trilhas (não precisa de tênis, mas não acho legal fazer de chinelo); 5-leve água e lanche embora haja quiosques por lá; 6 – não esqueça protetor, boné e uma bóia. Existe apenas um hotel na ilha de Comino chamado Comino Hotel.

 

Blue Lagoon Malta

Blue Lagoon, Comino / Malta

Blue Lagoon Malta

Blue Lagoon, Comino / Malta

DSC_9996

DSC_0076 - Copy

Blue Lagoon, Comino / Malta

DSC_0029 - Copy

DSC_0048 - Copy

DSC_0016 - Copy

DSC_0132 - Copy

DSC_0144 - Copy

DSC_0156 - Copy

DCIM316GOPRO

DCIM316GOPRO

DCIM316GOPRO

DCIM316GOPRO

Blue Lagoon, Comino / Malta

DCIM316GOPRO

DCIM316GOPRO

DCIM316GOPRO

Blue Lagoon, Comino / Malta

DCIM316GOPRO

DCIM315GOPRO

DCIM315GOPRO

Malta

Blue Lagoon, Comino / Malta

Blue Lagoon, Comino / Malta

 

Restaurantes

Tanto Valetta quanto St. Julian`s ficam muito movimentadas à noite. Há várias opções de bons restaurantes. Em Valetta muitos oferecem música ao vivo durante o jantar. Nós não nos preocupamos em pesquisar sobre restaurantes devido ao pouco tempo que tivemos em Malta, e escolhemos de acordo com a “cara” do lugar, cardápio e movimento (não entro em restaurante vazio rs!). Experimentamos os seguintes :

  • Girasole il Ponte (St. Julian`s)- um terraço ao ar livre com vista para a Spiniola Bay. Muito agradável e romântico. Comida muito boa (a conta deu 80,00 euros para duas pessoas com vinho).

 

DSC_0281 - Copy

  • Kings Own (Valetta) – um lugar agradável, com boa comida e barata. Tente conseguir uma mesinha do lado de fora do restaurante para ver o movimento da Old Town. Uma delícia! O jantar para duas pessoas saiu 50,00 euros.

 

  • Gelateria RivaReno – é a mais famosa de Malta. Tem uma do ladinho do hotel Valentina. Fica aberta até tarde! Uma perdição!

 

  • Café del Mar – para quem quiser badalação, um dos lugares é o Café del Mar. Tem uma pisci com borda infinita bem bonita. Parece que na hora do pôr do sol fica bem cheio. É bom reservar pelo site.

 

  • Valleta Waterfront – fica em Floriana. Todos os restaurantes têm vista para a baía de Valetta. Não chegamos a ir, mas parece ser legal.

 

Culinária : eu achei a comida picante (eu curto!). Pastizzi é um salgado típico de Malta, tipo um folheado, nos sabores ricota e ervilha. Algumas bebidas típicas : tradicional licor maltês (sabor Bajtra – figo, limão e mel) e cerveja nacional Cisk. O que mais se vê nos cardápios são peixes, frutos do mar e massa, até pela proximidade da Itália.

 

Outros pontos turísticos importantes (não tivemos tempo de conhecer)

  •  As “Três Cidades” : Vittoriosa, Cospicua & Senglea  (atualmente essas cidades chamam-se Birgu, La Isla e Bormla);
  • Sliema – de onde se tem belas vistas de Valetta. De Sliema saem os barcos para Gozo e Comino (para quem não quiser ir de carro como nós fomos);
  • Mdina (a cidade silenciosa), Rabat e Mosta;
  • Outras praias : Granjn Tuffieha bay, Golden Bay,  Mellieha Bay (ou Ghadira Bay), Pretty Bay, Fomm Ir-Rih Bay (praia isolada, é preciso fazer uma caminhada para chegar);
  • Templos Megalíticos de Malta – para conhecer a cidade subterrânea Hypogeum reserve com antecedência aqui.
  • Gozo – nós só visitamos a Azure Window em Gozo. Para ver os demais pontos turísticos da ilha acesse aqui. Vale a pena reservar pelo menos um dia inteiro para explorar a ilha de Gozo.
  • Para quem busca agito (noitada), o lugar é Paceville, pertinho de St. Julian`s.

 

Considerações finais

Resumindo Malta, a sensação que tivemos foi de que estávamos em algum lugar do Oriente Médio (afinal as construções são de ocre, cor terra), mas com o charme típico das ilhas do Mediterrâneo Europeu. O contraste do ocre com o azul do céu e do mar é incrível!  O idioma é o inglês, o que facilita bastante  e a moeda é o euro. A mão é inglesa (parte chata! rs). Achei a ilha barata em relação aos restaurantes e às atrações. Só hospedagem que não é muito barata, talvez por termos ido no início da alta temporada. O clima é muito alto astral, a ilha estava super movimentada e a temperatura bastante agradável (quente de dia e fresquinho à noite). O mar não é gelado, estava ótimo! Comemos muito bem (a comida é meio apimentada, eu gosto!). O país tem 3 ilhas, praias paradisíacas, uma beleza natural indescritível e cidades históricas muito bem conservadas. É um país pequeno que vale a pena a visita! Recomendo de 5 a 7 dias por lá. Amei!

De Malta pegamos um voo para Trapani, na Sicília, de onde partimos de ferry rumo à belíssima ilha de Favignana!


Roteiros Personalizados

Conheça nossa Consultoria de Viagens! Preparamos roteiros personalizados na medida para você! Os roteiros são elaborados de acordo com o orçamento e perfil de cada viajante. Saiba mais sobre o serviço clicando aqui e solicite um orçamento por email contato@loucosporviagem.com.


Seguro Viagem

O seguro de viagem é um dos itens mais importantes da viagem! Eu não viajo sem! Ninguém está livre de ficar doente ou sofrer um acidente durante as férias. Imagine quanto isso pode custar em um país como Suíça, Eua ou Noruega? Além disso, o seguro é obrigatório nos países membros da Comunidade Européia (Tratado de Schengen). Eu, particularmente, não tenho coragem de viajar apenas com seguros oferecidos por cartões de crédito.Aqui no blog você pode fazer a sua cotação pela Seguros Promo que possui várias seguradoras conveniadas.

A vantagem é fazer a cotação on-line, ou seja em apenas um clique, você compara o custo x benefício das melhores seguradoras do mercado.A contratação é on-line e você recebe a apólice por email. É possível parcelar em até 12x sem juros no cartão de crédito (parcela mínima de 40,00 reais).

Para fazer sua cotação clique AQUI e insira os dados solicitados (destino, período da viagem, nome, email e telefone). Logo em seguida vai aparecer uma lista com todas as seguradoras e os valores cobrados.

Leitores do blog tem 5% de desconto – basta inserir o código LOUCOSPORVIAGEM5.


Chip de internet para celular

Graças ao chip de celular da EasySim4u nós estamos sempre conectados durante todas as nossas viagens internacionais,  mostramos tudo no snapchat (Loucosporviagem) e no InstaStories. Eu recebo o chip em casa pelos correios e no avião já coloco no celular. Muito prático!!!! Quando chego no destino só preciso ligar o celular e pronto! A internet já começa a funcionar.  Acho muito melhor do que desembarcar no destino e ainda ter que procurar por um chip, como fiz em Paris por exemplo. Já usei o chip da Easysim4u em vários países : Itália, Espanha, Suíça, Áustria etc.

O plano para Europa é o DATA PLAN SMARTPHONE com SIM na opção de roaming 140 países.

Os planos para países fora dos EUA e Canadá são apenas de DADOS, ou seja, não tem nem ligações e nem SMS. Para adquirir, basta acessar o  site clicando em :  EasySim4u.

Matérias relacionadas :

Post 1 – Introdução à ilha da Sicília e Malta
Post 2 – Tropea e Capo Vaticano
Post 3 – Taormina e Castelmola
Post 4 –  Ilhas Eólias 
Post 5 – Malta
Post 6 – Favignana, Levanzo, Marettimo e Erice
Post 7 – San Vito Lo Capo, Riserva Naturale dello Zingaro, Scopello e Castellmmare del Golfo
Post 8 – Lampedusa

Review do hotel de Lampedusa : La Rosa dei Venti
Review do hotel de Malta : Hotel Valentina
Review do hotel de Taormina : Villa Carlotta e Villa Ducale.

Você também pode gostar de ler :

Fabi Gama
Fabi Gama: Carioca, taurina, casada, 37 anos, advogada, louca por viagem, fotografia, chocolate e pela Grécia. Conhece o calendário de feriados de cor e salteado! Já carimbou seu passaporte em 50 países e pretende conhecer muitos outros! Acompanhe as aventuras pelo instagram e snapchat @loucosporviagem.
Gostou? Compartilhe!
  • Print Friendly, PDF & Email
  1. Juli

    Que FANTÁSTICO!! Eu quase fui pra intercâmbio lá em 2009. Agora tenho que ir ver de perto essa POOL linda! E adoro old towns!
    Show Fabi!

    Responder
    • até eu to com vontade de fazer curso de inglês lá, Juli. Os brasileiros vão muito! bjs

      Responder
  2. Fernanda

    Oi, boa noite! Primeiro gostaria de parabenizar o site,é incrível! Estou querendo fazer um roteiro para minha lua de mel para a Itália e Grécia, vi várias fotos de praias e estou encantando por todas! A minha ideia seria ficar de 10 a 12 dias na Itália e 8 na Grécia mas ilhas que vi no site de vcs! A princípio fiquei muito apaixonada pela Sardegna!… Quais lugares vc super indica nas praias da Itália e Grécia! Tbm gostaria de saber qual aeroporto vcs param qdo vai! Obrigada

    Responder
    • Oi Fernanda! Muito obrigada! tem muuuito material da Italia aqui! Eu adorei tanto a sardenha qto a sicilia. So vc pode escolher! Recomendo que vc leia o material todo e escolha… pelas fotos vc ja consegue saber o que te agrada mais. Desculpa, mas Nao entendi direito a duvida sobre o aeroporto. Eu costumo sair do brasil de air france, alitalia ou iberia. E ai faço conexao para o lugar que eu estiver indo. Mas em todos os posts tanto da italia qto da grecia tem o item como chegar. Esta tudo bem explicadinho. beijos

      Responder
  3. Flavia

    Oi Fabi,

    Estou vendo uma promo ( nem tão promo assim) da TAM para viajar no fim de Maio de 2016. Planejo chegar em Madrid, ficar quatro noites turistando ( não conheço a cidade) e seguir para Malta ou Taormina, por uns 10 dias. Minha duvida é, saio de Madrid para Malta? Ou Taormina e depois Malta? ou só Madrid e Malta? Gosto de me “estressar”em uma cidade turistando dia e noite, e depois seguir para outro local, bem em “slow motion”.
    Beijos

    Responder
    • Oi Flavia!

      Eu amei Malta e tem bastante coisa para ver lá. Mas acho que de 5 a 7 dias seriam suficientes (como vc quer fazer devagar colocaria no minimo 6 dias, isso considerando que vc tb quer curtir as praias).
      A ordem das cidades vc vai ter que decidir de acordo com as opcoes de voos, ai so pesquisando! Olha o
      Site http://www.flylc.com. Fazer madrid/malta/taormina ou madrid/taormina/malta nao faz diferença. Entre taormina e malta vc voa pela air malta super rapidinho. qqer coisa fala! beijos

      Responder
      • Flavia

        Oi Fabi,

        Fechei a minha ida Vix/Milão/ Vix. Desanimei um pouco de Malta por enquanto por causa do movimento dos imigrantes/ refugiadas lá naquelas bandas.
        Estou começando a traçar o meu roteiro : Milao / rota dos castelos na Alemanha/ sirmione e Milão. Talvez um pouco da Suíça …. Vou bisbilhotar os seus posts agora para ter mais ideias. Bjs

        Responder
        • Puxa, sinceramente nao vi nada por la… nem em lampedusa muito menos em malta. Na verdade os imigrantes chegam por esses lugares mas como nao ha emprego para eles, eles sao justamente levados para o norte paris, milao, roma etc… mas algum roteiro legal vc vai fazer! se for a sirmione recomendo que inclua Malcesine, tb no lago di garda. Vai amar!!! bjs

          Responder
      • Joice

        Oi Fabi de 25/12 a 2/1/17 estou vendo com minha amiga lugar para passar o fim do ano mas estamos com dúvidas . Pensei em Andaluzia ou Malta… ou Caribe sem sem SXM pois já estive lá ano passado … o que vc sugere ? Já que Europa todos os nativos saem de férias e geralmente para o Caribe …
        Bjs obrigada

        Responder
        • Oi Joice, Malta no inverno não acho que valha a pena. Andaluzia foi muito legal, cidades animadas… passeio o ultimo réveillon la. Qto ao Caribe serve qqer destino! Aqui no blog temos muuuuuitas opções… aruba, curacao, Cartagena, san andres, ilhas virgens etc… bjs

          Responder
          • Joice

            Obrigada 🙂 bjs

  4. Chris

    Olá. Parabéns pelo site. Sigo vcs no Instagram tb e acho o máximo. Pois bem, minha dúvida é: estou prestes a fazer intercâmbio e quero um país na europa. Me apaixonei por Malta, porém meu receio é ter dificuldades de viajar pela Europa ficando lá. O que me diz? Consigo um bom tour ou nesse caso seria melhor algo como a Irlanda?

    Responder
    • Oi Chris! Muitos brasileiros optam por fazer intercambio em Malta. Acho uma excelente opção. Para saber os destinos dos voos que chegam e saem de Malta faça uma pesquisa no site http://www.flylc.com. Esse site é otimo! beijos

      Responder
  5. Thamy

    To meio atrasada nesse post rs, mas não posso deixar de comentar aqui sobre o relato que foi maravilhoso. Eu adorei e ajudou muito. Estou programando um roteiro pra fazer Malta, Sul da Italia (ainda não escolhi a cidade) e Grécia. Ainda estou estudando as possibilidades de fazer os três em Maio de 2017.

    Obrigada pelo seu relato e as fotos estão lindas.

    Responder
    • Que bom que vc curte!!! Todos esses lugares são incríveis!!! Beijao

      Responder
  6. Juliana

    Que sensacional, vou para Malta estudar em Maio e pesquisando achei seu relato, amei tudo.. Quero incluir um fds na Sicília também, você vez essa viagem em que mês? A água estava de um azul sensacional, espero ter sorte também haha..
    A água é muito gelada mesmo?
    Bjs

    Responder
    • Oi Juliana! Vc vai amar Malta! Fui em junho/15. A agua é fria, mas faz muito calor do lado de fora nessa época, então, dá para entrar tranquilamente. beijos

      Responder
  7. CLELIA

    adorei vossas dicas

    Responder
  8. Netto

    Parabéns pelo site.
    Uma dúvida, quão fria é a água do mar? Fazendo um comparativo com o Brasil. Igual ao Rio?
    Isso vale pra todas as praias da região ( lampedusa, sardenha, Costa a.?

    Responder
    • Oi! Isso depende da época do ano. Em agosto e em setembro a água é menos fria. Fui em junho e achei ótima. Mesma coisa do Rio, mas faz muito calor la no verão, então, acho gostoso. E obrigada!

      Responder
  9. Thomaz

    Boa noite,
    Vou fazer um intercambio de 5 semanas em Malta de 01/03/17 ate 05/04/17, e volto somente de 15/04/17, ou seja terei 10 dias para tentar conhecer alguma coisa fora de Malta.
    Ouvi bastante sobre Florença e Roma.
    Você tem alguma sugestão?
    A respeito de alugar carro em Malta,sabe quais são os requisitos? Carteira internacional?
    Conto com sua ajuda!
    Obrigado

    Responder
    • Claro que vc pode ir pra Roma, Florença ou qualquer outro lugar da italia ou da Europa. Mas eu iria pra Sicília! Eh muuuito perto ! Não nos pediram carteira internacional mas nós temos. É sempre bom ter. Pq ja aconteceu de nos pedirem em países que não é obrigatório ter a carteira. O unico problema de Malta é realmente dirigir na mão invertida. É beeeem tenso.

      Responder
      • Thomaz

        A carteira de motorista do Brasil serve na Europa?
        Preciso de uma autorização? Algo de tipo?
        E Grécia fica mto fora de mão?
        Obrigado novamente!
        Vai estar mto frio em março?

        Responder
        • Nevou esses dias na Sicília. Em março acredito que vc nao curta praia, deve estar frio pra isso sim. A carteira de motorista do Brasil serve na Europa sim, mas o ideal é você levá-la junto da Permissão Internacional para Dirigir (PID). A PID por si só nao tem validade, ela só vale se acompanhada da nossa carteira de motorista. Naõ recomendo ir a Grecia em março. A Grecia é um país para se curtir no verão. bjs

          Responder
  10. sueli pereira

    oi Fabi, parabéns. ótimas dicas. estou pensando em ir em Julho com a família e fazer intercâmbio com minha filha qualregião vc indica?abs e obrigada

    Responder
  11. Quenia Perin

    Olá. adorei o blog e as dicas.. seguem minhas duvidas:
    1) este é um pais para conhecer sozinha ou precisa de estar acompanhada pra curtir os passeios.
    2) o custo diario para uma pessoa/dia – incluindo alimentação e passeios chega a 100 euros?
    3) visitar Malta em abril eh um bom mês? dá pra pegar praia? estou pensando em ficar 7 dias, será muito?
    Desde já agradeco a atenção

    Responder
    • Oi Quenia! Pela minha experiência seria perfeitamente possível conhecer Malta sozinha. O país é destino de muitos jovens que vão para fazer intercambio. O custo diario varia muito, principalmente por causa do hotel escolhido. Mas tirando hotel, considerando alimentação e passeio vc nao gasta nem perto de 100 euros por dia. Acredito que em abril ainda esteja um pouco frio para praia. O ideal para quem quer curtir praia é a partir de final de maio (falo sobre isso no post do blog assim como o número ideal de dias). beijos e boa viagem

      Responder
  12. Quenia Perin

    Obrigada pelas respostas!!!

    Responder
  13. fernanda

    qual foi o mês e ano da sua viagem a malta?estava cheia a ilha?

    Responder
  14. Flavio

    Oi Fabi, tudo bem? Nos falamos pelo Instagram sobre algumas duvidas de Malta e você pediu para eu escrever por aqui.

    Estou tentando fazer um roteiro que dê pra visitar os principais locais de Malta, mas como só tenho 3 dias lá, ele precisa ser prático. Não tenho 100% de noção das distâncias e deslocamentos, então queria pedir sua opinião sobre esse “roteiro” e se você acha melhor fazer alguma alteração, encaixar os locais de outra forma e tudo mais. Estarei hospedado em St. Julians. Pensei assim:

    Dia 1) Valetta + Silema + St. Julians
    Dia 2) Blue Lagoon + Café Del Mar + Paceville
    Dia 3) Blue Grotto + St. Peter’s Pool

    Não inclui Poppeye Village por achar que não terei tempo.
    Gostaria de saber também qual a melhor forma de ir da Blue Lagoon para o Cafe Del Mar (não dirijo).

    Obrigado desde já! Sou fã do seu blog!
    Beijos!

    Responder
    • Oi Flavio! Tudo bem? Fico feliz que vc goste do blog. Eu vou te pedir desculpas pq não vou conseguir te ajudar muito. Não usei o transporte publico e por isso não consigo tirar suas duvidas. Sei que ele nao chega a todos os lugares, como por ex a St peter`s pool. Voce vai precisar se informar melhor qdo estiver la em Malta, no hotel podem te ajudar. Talvez no site do cafe del mar possa ter alguma informação sobre transporte publico, mas não vá esperando que o onibus vai te levar em todos os lugares da ilha pq nao vai! bjs

      Responder
      • Flavio

        Fabi, muito obrigado por responder!
        De qualquer forma – ignorando a parte do transporte – você considera essas boas combinações de lugares? Acha prático dessa forma, possível de fazer sem ser muito apressado? Ou acha que há uma combinação melhor?
        Beijos e obrigado pela atenção!

        Responder
        • Oi Flavio! Acho sim! Vc colocou Paceville para ir à noite, correto? e na ilha de Gozo, vc nem animou de ir até onde ficava a Azurre Window? Eu não sei se vale a pena, talvez se vc tivesse mais tempo. Mas os pontos que vc elencou são os mais bonitos na minha opinião e a praia Paradise também! beijos

          Responder
Deixe seu comentário: