Dicas de Madrid – Roteiro Completo

Em 11/09/2016 por Fabi Gama

Madrid! Uma das minhas cidades preferidas na Espanha! Já estive lá três vezes (abr/09, jun/11 e ago/16) e não me canso! A cidade é linda e cheia de vida, tem ótimas opções de bares e restaurantes, e muitas possibilidades de passeios de bate e volta para cidades próximas!

Passei 5 dias lá no mês passado (sozinha!) e aproveitei bastante! Agora vou passar as dicas atualizadas para vocês!

Quantos dias

Madrid é uma cidade grande relativamente pequena. É possível explorá-la em 3/4 dias, considerando a visita aos principais museus da cidade (Prado, Reina Sofia e Thyssen). Se você não pretende entrar nos museus, é possível conhecer Madrid em 2/3 dias.

Mas acrescente mais dias caso deseje fazer passeios de bate e volta para cidades próximas de Madrid como a bela Segóvia (30 minutos de trem), Cuenca (1h de trem), Toledo e Córdoba (2h de trem).

Para ler o post com as opções de bate e volta a partir de Madrid clique aqui. (*em breve)

 DSC_0686

Melhor época

Madrid pode ser visitada o ano inteiro. Já estive lá nos meses de abril, junho e agosto. Com certeza abril foi o melhor deles por dois motivos : a temperatura era amena e a cidade estava repleta de tulipas!

Evite os meses mais quentes (meados de junho a meados de setembro). Em agosto peguei muito calor e para passar o dia todo batendo perna é bem desagradável.

Por isso, dê preferência aos meses de primavera e outono.

DSC05387

Transporte a partir do aeroporto

Existem várias opções de transporte público barato e eficiente do aeroporto ao centro da cidade :

1) Bus – Há um serviço de ônibus expresso que liga o aeroporto Barajas ao centro da cidade. A linha funciona 24h por dia em todos os dias do ano. O bus se chama “Exprés Aeropuerto” e faz o trajeto em cerca de 40 minutos. Durante o dia sai a cada 15 minutos e à noite a cada 35 minutos. O bilhete custa 5,00 euros por trecho e deve ser comprado no próprio ônibus. O bus faz parada na Plaza Cibeles e na Estação de trem Atocha (em Atocha só entre 6h e 23h30).  Para mais informações acesse aqui.

2) Metrô – o metrô sai de dentro do aeroporto Barajas (terminais T2 e T4), mas em regra, é preciso fazer pelo menos 2 baldeações para chegar nos hotéis que ficam no centro de Madrid. Vale a pena para quem tem pouca bagagem para carregar. Uma dica é baixar o app Madrid Metrô. O metrô de Madrid funciona muito bem e é super fácil de usar, além de cobrir toda a cidade. O bilhete normal de metrô custa entre 1,50 e 2,00 euros (varia de acordo com o número de estações percorridas), mas para quem sai ou chega no aeroporto é preciso pagar um suplemento de 3,00 euros, ou seja, desde o aeroporto até o centro da cidade o bilhete de metrô vai custar entre 4,50 e 5,00 euros por trecho. Eu fui para Madrid em um voo da cia aérea Iberia saindo do Rio de Janeiro que chegou no terminal T4.

3) Táxi – Eu estava sozinha e acabei optando pela comodidade do táxi. O táxi é tabelado – do aeroporto para o centro da cidade (e vice-versa) custa 30,00 euros.

O que fazer

Madrid tem muitas atrações turísticas, inúmeros museus, parques e palácios. Aqui vou citar apenas os principais. Além disso, já fiz um post explicando mais sobre o Madrid Card, um passe que inclui todas as atrações da cidade de Madrid. Para ler, clique aqui.

Sempre peça na recepção do hotel um mapa da cidade e verifique quais atrações estão próximas antes de começar a explorar a cidade!

  • Parque del Retiro – esse é um dos meus lugares preferidos na cidade! Um parque muito bonito, bem cuidado, com belos jardins, um lago lindo repleto de barquinhos e ainda um palácio de cristal. Vale a pena passear e fazer um piquenique por lá.

 

IMG_5273

DSC_0607

DSC_0547

DSC_0533

DSC_0501

DSC_0698

DSC_0679

  • Puerta de Alcalá – é um belo monumento situado na Praça da Independência, bem na entrada no Parque del Retiro. Foi construído em 1778 pelo rei Carlos III para servir como porta de entrada da cidade. Sempre florida, vale a pena tirar uma fotinho!

 

DSC_0500

DCIM106GOPROG4677351.

  • Palácio Cibeles – é possível subir até o terraço desse palácio de onde se tem uma vista bonita da cidade. A entrada é barata (gratuita com o Madrid Card) e a visita é rápida. Fica pertinho da Puerta de Alcala e do Parque del Retiro. Chato é o procedimento de segurança – é preciso deixar bolsas e mochilas dentro de um locker.

 

DSC_0484

DSC_0492

  • Real Jardim Botânico – eu já visitei esse jardim botânico duas vezes : no meses de abril e agosto. Em agosto quase não havia flores, não valeu muito a pena. Já em abril é muito lindo! Fica repleto de tulipas! A entrada é baratinha (4,00 euros) e também está incluída no Madrid Card. Fica perto do Museu do Prado e do Parque del Retiro.

 

DSC05563

DSC05542

DSC05512

DSC05383

DSC05602

  • Gran Via – essa é a principal avenida do centro de Madrid, repleta de hotéis, restaurantes e muitas lojas.

 

DSC_0477

DSC_0481

  • Templo de Debod – outro lugar que está na minha listinha de favoritos em Madrid! Visite esse parque no final do dia! Vale a pena assistir ao pôr do sol e o anoitecer! Os reflexos do templo no lago são lindos demais. É possível entrar no monumento, mas em agosto/16 estava fechado para obras.

 

DSC_0446

DSC_0894

  • Teleférico até a Casa de Campo – perto do Templo de Debot fica o Parque del Oeste. De lá sai o teleférico que liga a Estação de Rosales a Estação Casa de Campo. A Casa de Campo é um parque que fica no topo do Cerro Garabita com bela vista da cidade. É uma passeio legal, mas nada demais (só vale a pena se você estiver com tempo sobrando). Ao chegar na Casa de Campo há várias opções de caminhadas, inclusive até o Lago. Mas como estava muito quente, eu não me animei em fazer. O teleférico está incluído no Madrid Card e também dá direito a acesso preferencial, sem precisar fica na fila. O teleférico percorre 2,5km em 11 minutos e custa 5,90 euros (ida e volta). Para conferir os horários de funcionamento clique aqui.

 

DSC_0984 - Copia

DSC_0988

  • Parque La Rosaleda – esse parque fica bem no “pé” da estação de teleférico Rosales, dentro do Parque del Oeste. A entrada é gratuita e em agosto estava repleto de rosas. Muito bonito!

DSC_0972

DSC_0967

DSC_0976

DSC_0959

  • Palácio Real de Madrid – O Palácio Real de Madrid continua a ser, oficialmente, a residência do Rei de Espanha, mas atualmente o Rei o utiliza somente para ocasiões de gala, almoços, recepções oficiais. O Palácio por dentro é belíssimo! Alguns ambientes impressionam : a escadaria da entrada, a Sala de Jantar de Gala para 50 pessoas, o Salon Gasparini e a belíssima Capela Real. Não é permitido fotografar o interior do Palácio. Está incluído no Madrid Card e também dá direito ao acesso preferencial para portadores do passe. A fila comum para entrar era enoooorme! Mas é possível comprar online antecipadamente clicando aqui.  O Palácio abre todos os dias do ano, exceto em alguns feriados (para ver as datas acesse aqui.). Atenção! A entrada é gratuita de segunda a quinta das 16h às 18h (de outubro a março) e das 18h às 20h (de abril a setembro). Mas a fila é grande! Para visitar todo o Palácio é necessário de 45min a 1h.  Vale a pena passar pelo Palácio à noite, quando ele está todo iluminado.

 

DSC_0460

DSC_0471

  • Jardim de Sabatini -esse jardim faz parte do Palácio Real e a entrada é gratuita. É bem bonito!

 

DSC_0455

  • Catedral de la Almudena – essa catedral é muito bonita por fora, fica bem frente ao Palácio real e a entrada é gratuita. Também é possível visitar a cúpula da catedral (eu tentei subir, mas estava fechada por causa de missa). Esse é outro monumento que fica muito bonito iluminado à noite.

 

DSC_0930

DSC00762

  • Teatro Real – localizado na Plaza de Oriente, bem perto do Palácio Real, as visitas a esse teatro são guiadas com duração de cerca de 1h. Está incluída no Madrid Card e eu tentei fazer a visita, mas o teatro fecha durante o mês de agosto.

 

DSC_0928

  • Plaza Mayor – um dos principais pontos turísticos de Madrid. Nessa enorme praça retangular, há várias opções de restaurantes. Há também uma Oficina de Turismo da cidade de Madrid, bom para pegar mapas, tirar dúvidas e comprar o Madrid Card, caso você tenha interesse.

 

DSC_0437

  • Mercado San Miguel – colado na Plaza Mayor, esse mercado é super badalado. Vive lotado! Tem que ter um pouco de paciência rsrs. É um bom lugar para comer umas tapas e tomar um taça de vinho.

 

DSC_0440

DSC05216

  • Mercado San Anton – esse mercado fica no bairro de Chueca (7 minutos caminhando desde o meu hotel Tryp Madrid Gran Via). Eu adorei esse lugar! Muito mais tranquilo que o mercado San Miguel e tem um terraço super bacana! Repleto de boas opções para comer tapas e vinhos de forma mais tranquila, vale a pena passar por lá num fim de tarde.

 

IMG_5588

IMG_5592

  • Puerta del Sol – essa praça é super central. A partir dali é possível chegar caminhando em todos os pontos turísticos de Madrid (o hotel em que me hospedei – Tryp Madrid Gran Via –  fica a menos de 5 minutos caminhando da Puerta del Sol). A Puerta del Sol é uma área com bastante comérico, somente para pedestres. Há muitas lojas (incluindo El Corte Inglês e Apple), bares e restaurantes. Também tem muito vendedor de muamba por ali, é bom andar atento porque é uma região que vive lotada de turistas.

 

DSC_0431

 

  • Museu Reina Sofia – considerado um dos museus de arte contemporânea mais importantes do mundo. A entrada está incluída no Madrid Card, que também dá direito ao acesso preferencial aos seus portadores (sem fila). O museu fecha às terças-feiras e feriados. A entrada é gratuita de segunda a sábado das 19h às 21h (exceto às terças que o museu fecha) e aos domingos e feriados das 13h30h às 19h. O ingresso regular custa 8,00 euros.

 

DSC00218

DSC00222

  • Museo del Prado – inaugurado em 1819, o Museu do Prado é considerado uma das melhores pinacotecas do mundo. A entrada está incluída no Madrid Card, que também dá direito ao acesso preferencial aos seus portadores (sem fila). O museu funciona todos os dias, exceto nos feriados de 1/1, 1/5 e 25/12. A entrada é gratuita de segunda a sábado das 18h às 20h e aos domingos e feriados das 17h às 19h. Mas prepare-se para as longas filas de entrada! O ingresso normal custa 16,00 euros.

 

DSC_0719

DSC_0722

DSC_0721

DSC_0725

DSC_0726

  • Museu Thyssen-Bornemisza – nesse museu se destacam as obras de Caravaggio, Rembrandt, Rafael, Van Gogh, Picasso, Cézanne, dentre outros. O museu funciona todos os dias, só fecha nos feriados de 1/1, 1/5 e 25/12. A entrada está incluída no Madrid Card, que também dá direito ao acesso preferencial aos seus portadores (sem fila). A entrada é gratuita às segundas-feiras das 12h às 16h. O ingresso normal custa 10,00 euros.

 

  • Plaza de Toros de las Ventas – para ser sincera, nunca tive vontade de conhecer a Plaza de Toros por dentro. Por fora ela é muito bonita. A entrada está incluída no Madrid Card, a visita é guiada e dura 45 minutos. Para mais informações acesse o site oficial aqui.

 

DSC_0732

  • Estádio de Futebol Santiago Bernabéu -A entrada está incluída no Madrid Card, que também dá direito ao acesso preferencial aos seus portadores (sem fila). O valor do ingresso normal é de 20,00 euros.

 

  • El Rastro – feirinha ao ar livre super tradicional que acontece aos domingos e feriados pela manhã e no início da tarde no bairro La Latina (a rua principal é a La Ribera de Curtidores). Costuma ficar bem cheio, por isso, muita atenção aos seus pertences! A estação de metrô mais próxima é a Latina, mas a feira é bem perto do Palácio Real, Plaza Mayor e Puerta del Sol. Dá para ir caminhando.

 

  • Outros dois museus que podem interessar são o Museu de Cera e o Museo del Romanticismo – ambos incluídos no Madrid Card.

 

Como explorar a cidade

Como já falei, Madrid é uma cidade relativamente pequena. É possível fazer tudo caminhando. As atrações turísticas estão todas próximas, além de ser muito gostoso bater perna pela cidade.

Mas para algumas atrações como a Plaza de Toros e o Estádio de futebol Santiago Bernabéu que ficam mais afastados, vale a pena pegar o metrô, assim como para chegar na estação de trem Chamartin.

Eu usei um passe de transporte público válido por 2 dias, mas não achei que valeu a pena (se você for usar pouco o transporte público é melhor comprar os bilhetes individuais).

O passe turístico de transporte público permite a utilização de todos os transportes públicos de Madrid, sem limite, dentro do seu prazo de validade.

Existem passes turísticos de transporte válidos para 1, 2, 3, 5 e 7 dias, e para duas zonas (A e T). A Zona A compreende os serviços de Metro da zona A (Madrid Capital) incluindo o Aeroporto, todas as linhas urbanas de ônibus (exceto a linha Expresso do Aeroporto), as zona 0 e A da rede de trens suburbanos de Renfe e a linha ML1 do Metro Ligeiro de Superfície.

A Zona T inclui todas as zonas de Metro, todas as linhas urbanas e interurbanas de ônibus da Comunidade de Madrid (exceto a linha Expresso do Aeroporto) incluindo os serviços até Guadalajara e Toledo, toda a rede de trens suburbanos de Renfe e as linhas de Metro Ligeiro de Superfície ML2 e ML3, além do carro elétrico de Parla.

O passe pode ser adquirido em todas as estações da rede de Metro, nas delegações do Consorcio Regional de Transportes, em lugares de interesse turístico e através da Internet, e ainda em alguns quiosques e tabacarias.

TARIFAS

 

1 dia

2 dias

3 dias

5 dias

7 dias

Zona A 8,40 € 14,20 € 18,40 € 26,80 € 35,40 €
Zona T 17,00 € 28,40 € 35,40 € 50,80 € 70,80 €

 

Atenção! O passe é válido pelo número de dias e não horas! Por exemplo: eu ativei o meu passe na segunda às 19h achando que seria válido por 48h, mas não! Ele só vale para o primeiro dia e para o dia seguinte, ou seja, valeu até terça! Na quarta pela manhã já não consegui utilizá-lo. Achei muito ruim isso!

Já o bilhete individual de metrô custa de de 1,50 euros a 2,00 euros, pois depende de quantas estações você vai percorrer. Quando você for comprar o bilhete na estação de metro, terá que informar a estação de destino e assim saberá o valor da passagem.

Assim como no caso do Madrid Card que expliquei nesse post, é preciso fazer conta para ver se vale mais a pena usar o passe de transporte ou comprar os bilhetes de forma individual. No meu caso, que usei umas 4x o metrô, não compensou o passe (o meu era o da zona A). Mas, claro, que é bem mais cômodo ter um passe do que ter que ficar comprando bilhetes em máquinas todas as vezes que for usar o metrô.

Atenção! Até 12/11/16 a linha 1 do metrô, que é uma das principais para quem está fazendo turismo na cidade, estará em obras, fora de funcionamento.

Em Madrid também existe a opção daqueles ônibus hop on hop off – é o Madrid City Tour. Eu usei um dia para testar. Funciona bem e com frequência, são duas linhas e percorrem todos os pontos turísticos da cidade, incluindo a Plaza de Toros e o Estádio de futebol Santiago Bernabéu (Real Madrid). Para quem não quer caminhar muito, vale a pena pela comodidade. Custa 19,00 euros por dia. Para saber mais sobre os dois trajetos e comprar o seu bilhete acesse aqui.

DSC_0729

Onde comer

Preparei um post específico com as dicas de lugares super bacanas e descolados para comer em Madrid. Para ler clique aqui.

Compras

Para nós, mulheres, Madrid é um paraíso! rs! Além das lojas Zara e Mango, há a enorme loja de departamentos El Corte Inglês que vende de tudo : roupas e sapatos femininos e masculinos, acessórios, equipamentos de informática, vinhos, coisas para casa etc.

Assim que você chegar no El Corte Ingles (na Puerta del Sol) vá ao centro de visitantes/turistas, apresente seu passaporte brasileiro e pegue um cartão que dá 10% de desconto para ser utilizado na segunda compra. Por exemplo, se você gasta 100,00 euros na primeira compra, você fica com um desconto de 10,00 euros para a segunda compra.

Também não esqueça de pegar seu tax free. Mas atenção! Para conseguir o reembolso do tax free dentro do aeroporto de Madrid, primeiro você precisa pedir um carimbo no momento que apresenta o passaporte na imigração, e como eu passei com o passaporte português, acabei não conseguindo esse carimbo e perdi o que eu tinha direito de tax free.

Outra loja que está bombando na Gran Via é a enorme Primark, uma das maiores do mundo. Lá você encontra coisas bem baratinhas, bom para comprar presentes. Eu fiquei um pouco sem paciência por ser enooooorme, e acabei não me interessando por nada!

Uma loja que eu consegui comprar vários acessórios legais a preços ótimos, também na Gran Via, foi a Parfois – bijuterias e lenços lindos a preços ótimos!

Chip de internet para celular

Graças ao chip de celular da EasySim4u nós estivemos conectados durante toda a viagem e mostramos tudo no snapchat (Loucosporviagem) e no Insta Stories. Eu recebi o chip em casa pelos correios e no avião já coloquei no celular. Muito prático!!!! Quando cheguei na Europa só precisei ligar o celular e pronto!  Achei muito melhor do que desembarcar no destino e ainda ter que procurar por um chip, como fiz em Paris e na Nova Zelândia. O meu chip era sem limites e funcionou praticamente o tempo todo no LTE (tipo de 4G com conexão bem rápida).

O plano para Europa é o DATA PLAN SMARTPHONE com SIM na opção de roaming 140 países. Os planos para países fora dos EUA e Canadá são apenas de DADOS, ou seja, não tem nem ligações e nem sms. Para adquirir, basta acessar o  site clicando em :  EasySim4u.

Segurança

Madrid é uma cidade segura. Eu fiquei 5 dias andando pela cidade sozinha, de dia e à noite, sempre com câmera fotográfica e celular nas mãos (mesmo à noite) e em nenhum momento me senti insegura. Por lá não existe roubo como estamos (absurdamente mal) acostumados aqui no Brasil.

No entanto, como em toda cidade grande européia, é preciso ter MUITO cuidado com os pickpockets (carteiristas).  A quantidade de furtos é enorme!! Portanto, tome sempre muito cuidado com todos os seus pertences, nunca deixe nada sem vigilância, coloque dinheiro e passaporte naquelas pochetes por dentro da roupa, dê preferência para usar bolsas atravessadas sempre viradas para a frente, mochilas só se for com cadeado (sim! eles abrem mochilas nas costas das pessoas!), não pendure bolsa nas cadeiras ao sentar para comer em um restaurante (deixe sempre no colo).

Cuidado principalmente em aeroportos, metrôs, trens, ônibus, dentro de museus e palácios e, até mesmo, no lobby dos hotéis!!!

Outra coisa que me chamou a atenção durante esses dias na cidade foi a grande quantidade de moradores de rua.

Onde se hospedar

Em Madrid me hospedei no hotel Tryp Madrid Gran Via e adorei! O hotel foi totalmente reformado recentemente e está novinho! A localização é ótima – fica na Gran Via, a principal rua do centro da cidade, com muito comércio, lojas, restaurantes e muito próximo das principais atrações. Madrid é uma cidade grande pequena, que pode ser facilmente explorada a pé. Eu só usei transporte público para ir até as estações de trem Chamartin/Atocha nos dias que fiz bate e volta. O quarto era muito confortável e bem equipado com ar condicionado, TV, wi-fi, amenidades de banho, armário, travesseiro extra, uma cama deliciosa, além de ter um estilo super clean e moderno. O banheiro era espaçoso e tinha um ótimo chuveiro. O serviço do hotel é muito bom e o café da manhã é excelente. Achei que o Tryp Madrid Gran Via tem um ótimo custo x benefício. Para fazer sua reserva sem custo adicional clique em Booking.com/TrypGranVia ou se preferir reserve em Hoteis.com/TrypGranVia.

Para ver todos os hotéis de Madrid, acesse o link Booking.com/Madrid ou se preferir reserve em Hoteis.com/Madrid.

* Se você gosta das nossas dicas, nos ajude a manter o blog fazendo as reservas pelos links indicados. Recebemos uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso!

IMG_5295

Bate e volta a partir de Madrid

Vou preparar um post em breve com todas as opções de bate e volta a partir de Madrid.

DSC_1004

Posts relacionados:

Você também pode gostar:

 

Fabi Gama
Fabi Gama: Carioca, taurina, casada, 37 anos, advogada, louca por viagem, fotografia, chocolate e pela Grécia. Conhece o calendário de feriados de cor e salteado! Já carimbou seu passaporte em 50 países e pretende conhecer muitos outros! Acompanhe as aventuras pelo instagram e snapchat @loucosporviagem.
Gostou? Compartilhe!
  • Print Friendly, PDF & Email
  1. Muito amor por Madrid!

    Responder
  2. Kamilla

    Olá Fabi!
    Tenho uma duvida. As lojas Primark, El corte Ingles e todas as outras e o centro comercial ficam abertos de domingo?

    Responder
    • Oi Kamilla! Desculpa mas assim de cabeça nao sei! É só vc entrar no site delas que com certeza tem o horario de funcionamento. boa viagem! bjs

      Responder
  3. lea suely

    Olá, gostei muito do site, pena que não permite que a gente cole e copie algumas coisas que nos interessa quando estamos montando nosso roteiro.

    Responder
    • Oi Lea! Infelizmente é um mecanismo para reduzir/inibir as inúmeras cópias que fazem dos artigos do site por aí. Minha dica é que você dê print nas telas que te interessam e leve no celular com vc ou se cadastre para receber todos os nossos posts online (toda vez que sai um post novo vc automaticamente recebe por email). bjs

      Responder
  4. marina

    Olá! Este post é atualizado, qual a data da postagem? Obrigada

    Responder
    • sim! veja a data logo no inicio da matéria, embaixo do titulo! estive em Madrid da ultima vez em ago/16, logo depois publiquei essa matéria. bjs

      Responder
  5. Nara

    Obrigada pelas dicas. Passarei um mês por lá e vou aproveitar tudo que puder!

    Responder
  6. Marina

    Muito legal seu blog, ótimas dicas. Mas infelizmente minha cabeça não pode decorar cada passo de uma viagems e seu blog não permite que eu copie para poder colocar na minha coletanea de dicas de madrid. Desculpe, mas assim seu blog fica sem propósito de existir.

    Responder
    • Marina, infelizmente existe gente muito mau caráter que copia textos inteiros dos blogs e coloca em seus próprios blogs! por isso, tenho essa medida de segurança. Existem outras formas de vc levar o texto com você : dê print das telas que te interessam e leve no sei celular ou você pode imprimir todos os textos (com ou sem fotos, você decide). A única coisa que voce nao consegue fazer é dar ctrl c/ ctrl v. Boa viagem!

      Responder
  7. Alessandra

    Oi Fabi! Vi que vai publicar em breve dicas de bate e volta nos arredores de Madri! Será que até dezembro você sobe esse post? Rs… Vou com meu marido e filho em dezembro, e como curto muito seu blog e suas publicações, gostaria de saber! Bjão

    Responder
    • Oi Ale! Aiii desculpa… estou em falta com esse post mesmo! Qtos dias vc vai ter por la disponiveis para bate e volta? Dois que eu super recomendo sao Toledo e Segóvia. bjs

      Responder
  8. […] Loucos por Viagem, da Fabi Gama […]

    Responder
Deixe seu comentário: