Dicas de El Chaltén, Patagônia

Em 01/05/2017 por Juliana Tolfo

Pequena cidade repleta de turistas que procuram suas montanhas para caminhar em meio a linda natureza. As trilhas, que são a principal (pra não dizer única) atração da localidade, estão dentro do Parque Nacional Los Glaciares, na Argentina.

Como chegar

O aeroporto mais próximo fica na cidade de El Calafate, a 215 km por estrada asfaltada. Para chegar em El Calafate há voos diretos desde a capital Buenos Aires com 3h de duração, além de outras cidades argentinas.

Você pode alugar um carro em El Calafate ou fazer esse trecho de ônibus. Para checar as cias de ônibus e horários clique aqui.

Quando ir

O tempo na patagônia é bastante instável quanto a chuvas, mas as estatísticas mostram que no verão chove menos e claro que a temperatura é mais amena. Fui em março e a temperatura não passou dos 10°C. Durante o inverno muitas trilhas ficam inacessíveis, além de muitos hotéis e restaurantes nem abrirem nessa época.

Então a melhor época para visitar a região vai de dezembro a março.

Um site que uso para olhar as condições climáticas é o Windguru .

Onde ficar

Há diversas opções de hospedagem em El Chaltén. Aqui no blog eu descrevi como foi ficar no Patagonia Eco Domes, onde ficamos por duas noites e as outras 5 noites ficamos na Posada y Cabañas El Barranco no centro da cidade.

Clique aqui para ver mais  opções de hospedagem em El Chaltén.

O que fazer

Em El Chaltén não há outra coisa para fazer a não ser caminhar. Há trilhas de vários níveis de dificuldade, mas a maioria e mais belas são bem longas. As trilhas são bem demarcadas, há mapas nos hotéis e nós não chegamos a contratar guias, mas já temos experiência em trilhas longas. É sempre necessário levar água e comida.

Como o tempo é bastante instável na região, carregue sempre uma capa de chuva para sua mochila e use roupas impermeáveis. Apesar das trilhas serem bastante fotogênicas, não sei se compensa fazê-las com chuva ou muita nebulosidade, pois a visibilidade das montanhas pode ficar prejudicada antes mesmo de chegar ao ponto final dela.

Alguns dos lugares lindos de El Chaltén são acessíveis apenas por longas trilhas e foram:

Laguna Torre:

Trilha que começa na cidade, passa por subidas e descidas, além de um bom trecho plano. Já na primeira parte tem vista para o Cerro Torre. Tem dificuldade moderada, pois é longa, foram 19km ida e levamos 7h no total incluindo as paradas fotográficas.

Loma del Pliegue Tumbado:

Longa e cansativa caminhada de dificuldade moderada e que durou o dia inteiro. Foram 17km ida e volta com direito a chuva de granizo quase chegando no topo. A ida é quase que exclusivamente de subida e sem vista das montanhas, por isso pode ser chata de fazer, embora os bosques sejam lindos, na minha opinião.

Eu gostei muito do visual, lá de cima vê-se a Laguna Torre e só não consegui ver o Fitz Roy, porque o mal tempo atrapalhou. Também tem vista para o Lago Viedna que é imenso.

Laguna de Los Trés:

Foi de longe a trilha mais movimentada, todo mundo quer chegar aos pés do monte Fitz Roy. Eu quis ir a El Chaltén só pra isso (rs!).

A dica aqui é iniciar a trilha lá no hotel Patagonia Eco Domes ou na Hostería el Pilar (onde os transfer deixam as pessoas para começar a trilha) e terminar na cidade. Assim você passa pelo Glaciar Piedras Blancas (primeira foto) que está na primeira parte (a trilha até lá está fechada) e não pega muito tempo de subida logo no início. Foram 19km de circuito que fizemos em 7h.

Glaciar Piedras Blancas

Laguna de Los Trés

Laguna Suscia

Chorrilo del Salto:

É um passeio rápido e fácil. Você pode ir caminhando desde a cidade (2 km), de bicicleta ou de carro ou táxi até o estacionamento da cascata (1 km).

Piedra del Fraile:

Depois de fazer aquelas trilhas anteriores, essa não vale muito a pena se não for chegar lá no final onde tem os glaciares Polloni e Marconi. Eu não fui até lá, já estava cansada demais e achei que para chegar até o acampamento Piedra del Fraile não valeu o tempo investido. Estava nublado e em momento algum conseguimos ver o monte Fitz Roy como haviam comentado que se poderia ver.

Essa trilha está fora do Parque Nacional los Glaciares, a 16km de El Chaltén sentido norte. A trilha inicia antes da ponte do rio Elétrico.

Onde comer

Há muitas opções de restaurantes em El Chaltén, mas não ficam abertas até tarde. Geralmente até umas 22h o pessoal já está voltando para as pousadas para descansar do dia de caminhada. Dentre as opções que gostei foram:

  • La Cervecería Brew Pub and Resto: é um lugar pequeno e agradável com boa comida e cervejas. Gostei muito do atendimento e principalmente do menu repleto de comidas vegetarianas e um cardápio para celíacos. Sensacional, né?

 

  • Cúrcuma Cocina Vegeteriana: é a opção mais conhecida da cidade para vegetarianos e veganos. O prato é super bem servido, não consegui comer todo. Não é bem um restaurante, você fica na cozinha vendo a moça cozinhar aqueles ingredientes tão variados e coloridos. Tem apenas 5 lugares para sentar e muita gente chega pedindo comida para levar e lanches de trilha também.

 

  • La Vineria: tem vinhos que você pode escolher das prateleiras e beber nas mesas externas tomando um solzinho. Tem também cervejas artesanais.

 

  • Don Guerra: tem cervejas artesanais e comidinhas gostosinhas. Eu amei a bruschetta com pedaços imensos de berinjela.

 

Daqui para onde

O ideal é conjugar alguns dias em El Chálten com El Calafate. Quem tiver mais tempo pode seguir viagem até o Parque Nacional Torres del Paine no Chile.

Planeje a sua viagem

Se você gosta das nossas dicas, nos ajude a manter o blog fazendo as reservas pelos links indicados. Recebemos uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso!

  • Booking.com – confesso que minha vida de viajante mudou depois da criação do Booking.com. Acho sensacional, sou fã de carteirinha! Todas as ferramentas do site são excelentes e sempre que tive qualquer tipo de problema fui prontamente atendida pelos funcionários (existe a opção de atendentes que falam português, o que é ótimo!). Nunca tive problema de chegar em um hotel e a minha reserva não estar lá (mas fechando direto com os hotéis isso já aconteceu). Clicando aqui você pode fazer suas reservas diretamente pelo nosso blog sem custos adicionais.

 

  • Hotéis.com – agora aqui no blog você também pode fazer sua reserva de hotéis pelo Hoteis.com. A vantagem é o parcelamento em até 12x sem juros.

 

  • Rentalcars.com – nós fazemos muitas road trips e esse site é espetacular!! É muito fácil efetuar uma reserva (e também cancelar, caso necessário) e sempre encontramos os melhores preços. O site compila todas as grandes companhias de aluguel de carro (Hertz, Avis, Budget etc). Já faz um tempo que só alugamos carro por meio dessa ferramenta. Você pode fazer a sua reserva aqui no blog também por esse link sem custos adicionais.
  • Seguro – O seguro de viagem é um dos itens mais importantes da viagem! Eu não viajo sem! Ninguém está livre de ficar doente ou sofrer um acidente durante as férias. Imagine quanto isso pode custar em um país como Suíça, Eua ou Noruega? Além disso, o seguro é obrigatório nos países membros da Comunidade Européia (Tratado de Schengen). Eu, particularmente, não tenho coragem de viajar apenas com seguros oferecidos por cartões de crédito.

Aqui no blog você pode fazer a sua cotação pela Seguros Promo que possui várias seguradoras conveniadas. A vantagem é fazer a cotação on-line, ou seja em apenas um clique, você compara o custo x benefício das melhores seguradoras do mercado.A contratação é on-line e você recebe a apólice por email. É possível parcelar em até 12x sem juros no cartão de crédito (parcela mínima de 40,00 reais).

Para fazer sua cotação clique AQUI e insira os dados solicitados (destino, período da viagem, nome, email e telefone). Logo em seguida vai aparecer uma lista com todas as seguradoras e os valores cobrados.

Leitores do blog tem 5% de desconto – basta inserir o código LOUCOSPORVIAGEM5.

 

  • Chip de internet no exterior – Graças ao chip de celular da EasySim4u nós estamos sempre conectados durante todas as nossas viagens internacionais,  mostramos tudo no snapchat (Loucosporviagem) e no InstaStories. Eu recebo o chip em casa pelos correios e no avião já coloco no celular. Muito prático!!!! Quando chego no destino só preciso ligar o celular e pronto! A internet já começa a funcionar.  Acho muito melhor do que desembarcar no destino e ainda ter que procurar por um chip, como fiz em Paris por exemplo. Já usei o chip da Easysim4u em vários países : Itália, Espanha, Suíça, Áustria etc.

 

O plano para Europa é o DATA PLAN SMARTPHONE com SIM na opção de roaming 140 países.

Os planos para países fora dos EUA e Canadá são apenas de DADOS, ou seja, não tem nem ligações e nem SMS. Para adquirir, basta acessar o  site clicando em :  EasySim4u.

Matérias relacionadas:

 

 

Juliana Tolfo
Juliana Tolfo: nasceu no Rio Grande do Sul, mas mora há dez anos no Rio. Adora desbravar lugares, principalmente aqueles que tenham belezas naturais e atividades ao ar livre. Ama fotografar e edita vídeos incríveis de viagens. No instagram compartilha suas belas fotos e ótimas dicas no perfil @julijourney.
Gostou? Compartilhe!
  • Print Friendly, PDF & Email
  1. Veronica

    Adorei seu blog, muitas informações, sugestões. Só fiquei um pouco preocupada, eu e meu esposo iremos para El Chalten em outubro, será complicado realizar as trilhas nessa época?
    Nossa primeira trilha e aventura. Se possuir mais dicas eu aceito. Abraços

    Responder
    • Querida, o tempo na Patagonia é muito instável. Eu estive há 2 anos no início de outubro no Torres del Paine e fui carregada de roupas pesadas. Mas o tempo surpreendeu e pegamos bastante calor, dias lindos de sol, fizemos todas as trilhas. Mas vá preparada para bastante frio ainda nessa época, ok? Principalmente leve roupas impermeáveis (capas etc) para caso de chuva. Chove muito na Patagonia e o tempo vira em questao de minutos. bjs

      Responder
Deixe seu comentário: