Como é voar de Copa Airlines para o Caribe

Em 15/05/2017 por Fabi Gama

No dia 29/04/17 embarcamos mais uma vez pela cia aérea Copa Airlines para o Caribe. O nosso destino era a belíssima ilha de Anguilla pela terceira vez.

Para chegar lá fizemos um voo da Copa Airlines Rio/Panamá/St. Maarten. O aeroporto internacional de St. Maarten é o mais próximo de Anguilla que está a 25 minutos de ferry.

Como contei no dia da viagem nas redes sociais, toda vez que vou viajar para o Caribe a primeira cia aérea que me passa na cabeça é a Copa Airlines porque é a que oferece o melhor custo x benefício, considerando os  voos diários saindo do Rio de Janeiro e de São Paulo (além de outras capitais do Brasil como Brasília e Belo Horizonte) e ainda porque as conexões no Panamá são muito rápidas.

Já viajar para o Caribe via EUA acaba sendo bem mais demorado, pois a conexão no aeroporto de Miami leva mais tempo, sem falar em toda a burocracia da imigração nos EUA (visto, entrevistas etc).

Assim que decidi voltar a Anguilla já comprei as nossas passagens pela Copa Airlines. Mas depois corri atrás de uma parceria com a empresa. Para que a gente faça esse trabalho de divulgação mostrando tanta coisa linda do mundo para vocês é muito importante contar com empresas que nos dêem algum tipo de suporte. Então, fiquei super feliz pela Copa Airlines, cia aérea que eu já tenho hábito de usar, ter nos apoiado nessa viagem com as passagens. E claro, cancelei e pedi o reembolso dos bilhetes que eu já havia comprado.

A Copa Airlines faz parte da Star Alliance e tem uma parceria com a Gol, sendo possível usar o programa de fidelidades Smiles para pontuar os voos realizados na Copa.

Nessa matéria vou contar como foram nossos voos. Na ida viajamos de econômica e na volta de executiva.

Como comprar os bilhetes

É muito fácil comprar as passagens pelo site da Copa Airlines.

Basta escolher o destino, as datas, selecionar os voos e pagar ao final com cartão de crédito. É possível parcelar o pagamento em até 6 vezes sem juros. No momento da compra dos  bilhete você já pode reservar os assentos sem custo adicional (hoje muitas cias aéreas estão cobrando por isso).

Para acessar o site clique em CopaAirlines.com .

 

Check-in online

A partir de trinta e seis horas antes do seu voo você pode fazer o check-in on line. Basta inserir os dados solicitados na página da Copa Airlines (acesse clicando aqui) e você vai receber os cartões de embarque por e-mail.

Você pode imprimir ou usar o código de barras usando o próprio smartphone. Nos voos para os Estados Unidos o check-in pode ser efetuado a partir de 24h antes do voo.

Chegando no aeroporto, basta entrar na fila exclusiva para despachar a bagagem. Normalmente essa fila é menor e mais rápida do que a fila para quem deixa para fazer o check-in no aeroporto.  Por isso, não deixe de fazer o check-in online.

No aeroporto do Galeão o atendimento nos balcões de check-in e de despacho de bagagem começa cerca de 3h antes do horário do voo.

No momento do atendimento nos deram dois cartões de embarque impressos, um de cada voo (Rio/Panamá e Panamá/St. Maarten).

Bagagem

Passageiros voando na classe econômica entre Brasil e Panamá ou Caribe tem direito a despachar até duas malas com peso total de 32 kg. Nessa mesma rota, passageiros voando na classe executiva podem despachar até duas malas com 32 kg cada uma.

Já nos voos entre Brasil e EUA todos os passageiros de ambas as classes têm direito a despachar até duas malas com 32kg cada uma.

Para checar a política de bagagem da CopaAirlines e o peso permitido em outras rotas clique aqui.

Embarque

O embarque começou cerca de 50 minutos antes do horário de decolagem do voo e foi realizado por grupos, após as prioridades.

Verifique no seu cartão de embarque o número do seu grupo e aguarde ser chamado para embarque. É preciso apresentar  o bilhete juntamente com o passaporte.

Como é voar na econômica

Na ida nós viajamos na classe econômica do Boeing 737-800.

A disposição dos assentos é 3-3. Cada assento tem a sua tela individual com entretenimento (filmes, series, música etc), além de saída USB, possibilitando que você escute suas próprias músicas.

Cada passageiro recebe um travesseiro, uma manta e um fone de ouvidos. O travesseiro e a manta não estavam em saquinhos plásticos, por isso acredito que não estivessem higienizados. Eu sempre levo meu próprio travesseiro, casaco e meias para todos os voos.

Os comissários de bordo falam espanhol e inglês, mas claro que entendem nosso portunhol e são muito educados e atenciosos.

Nos assentos que ficam nas saídas de emergência só podem sentar passageiros que falem ou pelo menos entendam bem espanhol, pois em caso de emergência as instruções serão passadas nesse idioma. Antes da decolagem do nosso voo teve que haver troca de assento pois os passageiros que ali viajavam não falavam espanhol e nós acabamos nos voluntariando para sentar nesses assentos. Eu acho bom pois o espaço entre as fileiras é bem maior, no entanto as poltronas não reclinam por ser saída de emergência.

Durante o voo noturno da ida que teve sete horas de duração foram servidas duas refeições : jantar e café da manhã.

Confesso que eu estava tão cansada que acabei dormindo antes do jantar. Mas há sempre duas opções de prato principal (massa/carne ou frango) servido com uma salada verde e uma sobremesa com talheres de metal. Para acompanhar a refeição havia várias opções de bebidas – água, sucos, refrigerantes e vinho.

Duas horas antes do voo pousar na cidade do Panamá foi servido um café da manhã simples (podia optar entre ovos e salsicha ou tostadas) juntamente com pão, manteiga, frutas, suco e café.

O segundo voo (trecho Panamá/St. Maarten) teve 2h30 de duração e foi servido um omelete com batata acompanhado de pão e bebidas. A aeronave era um Boeing 737-700 e a disposição dos assentos era a mesma 3-3, mas sem tela de TV individual.

Voo Rio/Panamá – classe econômica

Voo Rio/Panamá – café da manhã da classe econômica

Voo Rio/Panamá – café da manhã da classe econômica

Voo Panamá/St. Maarten (2h30 de duração) – lanche servido na classe econômica

voo Panamá/St. Maarten – classe econômica

Como é voar na executiva

Na volta conseguimos um upgrade para viajar na classe executiva. Isso porque como viajamos como “imprensa”, havendo disponibilidade na classe executiva a gente automaticamente ganharia um upgrade. Na ida o voo estava absolutamente lotado e por isso não conseguimos, mas na volta deu certo. Foi ótimo para conhecer o serviço e as comodidades dessa classe também, já que em regra viajamos de econômica na Copa Airlines.

No primeiro voo da volta (trecho St. Maarten/Panamá) com cerca de 3h de duração foi realizado em um Boeing 737-700. A classe executiva tinha somente três fileiras, ou seja, 12 assentos. A disposição dos assentos era 2-2, as poltronas de couro e sem tela de TV individual.

Foi servido um mix de nuts quentinho com bebidas e depois o almoço com duas opções  de pratos principais. Optei por um crepe de ricota que estava muito gostoso. Também havia opção de bolinho de peixe.

O segundo trecho (Panamá/Rio de Janeiro) foi a bordo de um Boeing 737-800 e o trajeto levou pouco mais de 7h de duração.

A classe executiva tinha apenas quatro fileiras, ou seja, 16 assentos.  A disposição dos assentos era 2-2. Cada assento tinha a sua televisão individual com entretenimento (filmes, series, música etc).

Havia um comissário de bordo exclusivo para atender a executiva. O comissário passa por cada passageiro da executiva chamando o mesmo pelo sobrenome e anotando cada pedido referente às refeições. O serviço da classe executiva é muito bom.

Cada passageiro recebeu uma necessaire (com máscara para os olhos, protetores para os ouvidos, meias, escova de dentes e pasta, creme para as mãos etc), um travesseiro, uma manta e fones de ouvidos. Na executiva o travesseira e a manta estavam devidamente higienizados e embalados em sacos plásticos.

O voo de retorno saiu às 15h do Panamá e foram servidas duas refeições :  um lanche e um jantar. Antes do lanche ainda foi servido um snack (mix de nuts aquecido) com bebida a gosto do passageiro – suco, vinho, cerveja, whisky, rum, vodka, cognac, água etc.

No lanche foi servido um prato de frios com uvas e tomate cereja, acompanhados de biscoito salgado.

No jantar foi servida uma sopa de milho quentinha deliciosa. Como prato principal havia duas opções. Optei pelo frango empanado com purê acompanhado de salada com molho (também há duas opções de molhos). Juntamente com a sobremesa foi oferecido Bailey`s. Hum! Eu pedi um bolo de coco, mas também havia opção de sorvete.

Havia várias opções de bebidas a gosto do passageiro : vinho branco e tinto, cerveja, conhaque, uísque, refrigerantes e sucos.

Cada passageiro da executiva recebe também uma garrafinha de água mineral.

Os copos eram de vidro e os talheres de metal. A comida é servida em louça. Apenas durante o embarque, antes das portas do avião serem fechadas, foi servido suco em copo descartável na executiva.

A poltrona de couro era bastante confortável, com boa largura lateral (maior que do primeiro trecho de volta) e também bastante espaço entre as fileiras. A inclinação é maior do que na classe econômica, mas a poltrona não chega a ficar totalmente deitada nem com as pernas completamente esticadas. Há um apoio que deixa as pernas um pouco mais para cima.

Passageiros da classe executiva também tem alguns benefícios como filas especiais de check-in nos balcões dos aeroportos e prioridade no despacho de bagagem, além de acesso aos Copa Clubs, United Clubs e salas VIP disponíveis ao redor do mundo. Não chegamos a entrar na sala VIP do aeroporto da cidade do Panamá, já que nossa conexão por lá foi muito rápida.

 

Classe executiva no Boeing 737-700 – trecho St, Maarten/Panama

Classe executiva no Boeing 737-700 – trecho St, Maarten/Panama

Classe executiva no Boeing 737-700 – trecho St, Maarten/Panama

Classe executiva no Boeing 737-700 – trecho St, Maarten/Panama

Classe executiva no Boeing 737-700 – trecho St, Maarten/Panama

Classe executiva no Boeing 737-700 – trecho St, Maarten/Panama

Classe executiva no Boeing 737-700 – trecho St, Maarten/Panama

Classe executiva no Boeing 737-800 – trecho Panamá/Rio de Janeiro (foto divulgação)

Classe executiva no Boeing 737-800 – trecho Panamá/Rio de Janeiro (7h de duração) – botões para posicionar a poltrona

Classe executiva no Boeing 737-800 – trecho Panamá/Rio de Janeiro

Classe executiva no Boeing 737-800 – trecho Panamá/Rio de Janeiro

Classe executiva no Boeing 737-800 – trecho Panamá/Rio de Janeiro

Classe executiva no Boeing 737-800 – trecho Panamá/Rio de Janeiro

Classe executiva no Boeing 737-800 – trecho Panamá/Rio de Janeiro

Classe executiva no Boeing 737-800 – trecho Panamá/Rio de Janeiro

Classe executiva no Boeing 737-800 – trecho Panamá/Rio de Janeiro

Classe executiva no Boeing 737-800 – trecho Panamá/Rio de Janeiro

Classe executiva no Boeing 737-800 – trecho Panamá/Rio de Janeiro

Conexão no Panamá

A cidade do Panamá é conhecida com o hub das Américas. A partir dali é possível fazer conexão para quase todas as ilhas do Caribe, EUA, México, Canadá etc.

A conexão na cidade do Panamá foi muito rápida tanto na ida quanto no retorno, já que não é preciso fazer imigração nem passar por alfândega. Também não é necessário passar novamente por detectores de metais (exceto voos para os EUA).

Na ida ao desembarcarmos do voo no aeroporto da Cidade do Panamá só tivemos que procurar rapidamente pelo portão de embarque nos painéis eletrônicos do aeroporto e nos dirigimos imediatamente para o portão de embarque do voo para St. Maarten (que era bem perto do portão que nós desembarcamos). Os procedimentos de embarque começaram assim que chegamos no portão. Confesso que fico até preocupada das malas não chegarem devido ao fato da conexão ser tão rápida, mas já fiz esse voo diversas vezes e a mala sempre chega. Impressionante!

Em fevereiro/2017 quando fui ao México (Riviera Maia) também voei de Copa Airlines e o voo fez uma conexão super rápida na Cidade do Panamá mas as malas também chegaram.

Minha dica no caso de voos com conexões “apertadas” em qualquer cia aérea é levar uma mala de mão com uma boa muda de roupas, que será muito útil caso a bagagem não chegue no mesmo voo.

Pontualidade

Só esse ano, considerando minhas duas viagens ao Caribe (Cancun em fevereiro17 e Anguilla em maio/17) eu fiz 8 voos pela Copa Airlines, todos super pontuais.

Custo x benefício

Como já falei aqui, eu costumo viajar de Copa Airlines toda vez que vou para o Caribe por vários motivos :

  • A cia aérea lança com frequência diversas promoções, sendo fácil encontrar passagens  a preços bem acessíveis para o Caribe. Em maio/2016 também fui a Anguilla e paguei R$ 1.600,00 para voar de Copa no trecho Rio/St. Maarten ida e volta (foi uma promoção).
  • Saindo do Rio de Janeiro e de São Paulo a Copa tem voos diários, sendo que em alguns dias são 2 voos por dia. Há voos saindo de outras cidades do Brasil como Brasília e Belo Horizonte.
  • O atendimentos dos funcionários e comissários de bordo é muito bom.
  • A pontualidade é outra qualidade da cia aérea.
  • A rapidez da conexões na cidade do Panamá é algo que eu valorizo muito. Não é preciso fazer imigração, alfândega nem passar novamente por detectores de metais (exceto voos para os EUA).

 

Apoio

Mais uma vez agradeço a cia aérea Copa Airlines pelo suporte nessa viagem incrível. E podem ter certeza de que, quem mais ganha com esse tipo de parceria, são vocês leitores e seguidores para quem escrevo todas as dicas de forma detalhada com intuito não só de inspirar, mas também para ajudar vocês a organizarem suas viagens por conta própria e colocarem mais o pé no mundo!

Matérias relacionadas

 

Você também pode gostar :

Fabi Gama
Fabi Gama: Carioca, taurina, casada, 37 anos, advogada, louca por viagem, fotografia, chocolate e pela Grécia. Conhece o calendário de feriados de cor e salteado! Já carimbou seu passaporte em 50 países e pretende conhecer muitos outros! Acompanhe as aventuras pelo instagram e snapchat @loucosporviagem.
Gostou? Compartilhe!
  • Print Friendly
  1. Gabriel

    Ola,

    Acabamos (eu e esposa) de chegar de uma viagem para Cancun (16 a 25 de maio), saindo de Florianópolis e foi tudo bem bom, como você destacou.

    A Copa Airlines tem um custo x benefício muito bom, ou seja bom e barato. Fomos na classe econômico na ida e volta. Apesar de os lanches não serem tudo aquilo que esperamos, foi bem tranquilo a viagem, apesar dos acentos serem minúsculos e não serem tão confortáveis. Os comissários no geral são atenciosos. Nota 8 para a cia.

    Preparando nova viagem para o Caribe e pegando dicas em seu blog.

    Parabéns e sucesso!!

    Responder
    • Oi Gabriel! Exatamente isso que eu penso! Tem um bom custo x benefício e me faz chegar da forma mais rápida nos destinos do Caribe, por isso é sempre a minha preferência. Já para voos para os EUA eu dou preferência a cias que tenham voo direto saindo do Rio. Beijos e obrigada pelo seu feedback!

      Responder
Deixe seu comentário: